Novos papais animam o Palmeiras

Não é só em campo e na tabela da Série B do Campeonato Brasileiro que o Palmeiras está em alta produtividade. Fora dele, a cegonha anda fazendo hora extra entre os jogadores. No último sábado, o atacante Edmílson dedicou o gol marcado ao filho, ou filha, que vai nascer em janeiro. E na quarta-feira, foi a vez de Baiano ganhar folga para acompanhar em Santos o parto de Raphaela Victória, sua segunda filha.Mas o grupo de novos papais não se restringe aos dois jogadores. A mulher do lateral Lúcio também está grávida, enquanto os goleiros Marcos e Sérgio comemoram recente crescimento da família com a chegada, respectivamente, de Anna Júlia e Maria Eduarda. Os pais se dividem entre a alegria e as brincadeiras com a chegada das crianças e a responsabilidade da paternidade."Por aqui o que a gente diz é que a fábrica de leite em pó está agradecendo por mais um na lista de compra", disse o bem-humorado Lúcio. Para o jogador, a chegada de Maria Eduarda ou Andrei ajuda a tornar o ambiente de trabalho mais leve, mas também é motivo de preocupação. "Motiva a gente a trabalhar ainda mais, afinal vai ser mais alguém a depender de você."A opinião é compartilhada por Sérgio. "O negócio é trabalhar em dobro", disse o goleiro com um sorriso. Edmílson, que aguarda a vinda de Marcela ou Deiverson, brinca. "Fico falando para o Marcos que se meu filho for menino vai casar com a filha dele. Aí ele diz que vai ser menina também e eu vou ver o que é bom", revelou o jogador.Baiano acompanhou o parto da mulher e explicou a origem do nome da filha. "Minha mulher queria Raphaela, e eu sugeri acrescentar Victória porque ela foi gerada lá na Espanha, quando eu estava em uma situação financeira muito difícil pois não recebia direitos de imagem havia 11 meses." Mais descontraído, o lateral não gostou da idéia de sua herdeira seguir carreira no futebol. "Se for menina, não", disse aos risos, deixando nas entrelinhas seu temor pelo assédio dos futuros genros. "Melhor ficar no balé."Retorno - Enquanto isso, a equipe do Palmeiras se prepara para a partida contra o Sport, no sábado. O zagueiro Leonardo não escondeu o entusiasmo pela volta ao time titular. "Para mim, que estive na equipe ano passado, estar em campo nesta campanha é especial", admitiu o jogador. "É uma coisa que carrego comigo. Um dever que eu tenho de ajudar o time a subir para a primeira divisão." Baiano está recuperado de contusão e é presença garantida na lateral, mas Pedrinho, com dores, está fora. Assim, o meia Diego Souza permanece.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.