Números equilibrados e Itália campeã mundial nos pênaltis

Em uma partida equilibrada no números, a Itália venceu a França nos pênaltis por 5 a 3, após um empate de 1 a 1 no tempo normal e prorrogação, e sagrou-se tetracampeã mundial, neste domingo, em Berlim. Mesmo com um número bem maior de finalizações francesas, ambas equipes acertaram poucos chuter na direção das metas adversárias. A França finalizou 13 vezes contra a meta de Buffon, cinco chutes foram certos e um resultou em gol. A Itália chutou bem menos (cinco), porém, teve um melhor aproveitamento, com três bolas que foram em direção ao gol de Barthez e também convertendo um deles. A bola esteve mais tempo nos pés dos italianos (55%), mas o domínio efetivo da partida foi dos franceses, que mesmo com 45% de posse de bola, soube pressionar a Itália com muito mais efetividade. Diferente do que poderia se esperar, foi a seleção da França que cometeu mais faltas. Foram 24 contra 17 por parte dos italianos. Os franceses foram mais violentos também, sendo advertidos com três cartões amarelos. A Itália só levou um. Aliás, curiosamente, o único cartão vermelho do jogo foi dado ao craque francês, Zinedine Zidane, expulso após agredir o zagueiro Materazzi com uma cabeçada aos cinco minutos do segundo tempo da prorrogação. Uma aposentadoria que poderia ser gloriosa, acabou um constrangimento. O jogador eleito pela Fifa o melhor da partida foi o meia italiano Andrea Pirlo, que não chegou a se destacar tanto quanto em outras belas atuações que teve neste Mundial, mas foi um nome importantíssimo para a campanha vencedora da Itália. Veja abaixo as estatísticas do jogo: Finalizações: Itália, 5; França, 13 Finalizações certas: Itália, 3; França, 5 Faltas cometidas: Itália, 17; França, 24 Cartões amarelos: Itália, 1; França, 3 Cartões vermelhos: Itália, 0; França, 1 Escanteios: Itália, 5; França, 7 Impedimentos: Itália, 4; França, 2 Posse de bola: Itália, 55%; França, 45% Melhor jogador da partida: Andrea Pirlo (Itália) (Com fifaworldcup.com)

Agencia Estado,

09 Julho 2006 | 17h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.