Números mostram que Kewell tinha razão sobre a Austrália

Com a força que caracteriza seu futebol, a Austrália surpreendeu a todos e com um empate de 2 a 2 com a Croácia, nesta quinta-feira, em Stuttgart, classificou-se para as oitavas-de-final do Mundial. Resultado que pode causar surpresa em muitos, mas que foi plenamente confirmado nas estatísticas da partida.Os australianos tiveram mais posse de bola: 56% contra 44% dos croatas. Finalizaram mais também, com 12 chutes e sete acertos. Os europeus tiveram até um melhor aproveitamento, mas não insistiram tanto quanto os pupilos do holandês Guus Hiddink, foram três chutes certos de oito tentados.A única coisa que não causou nenhuma surpresa foi o jogo extremamente físico jogado por ambas as seleções. O número de faltas para cada nem foi tão grande assim: 24 para os australianos e 21 para os croatas. Porém, o número de cartões foi o destaque. A Austrália só levou dois amarelos, mas também teve um jogador expulso de campo. Os europeus foram mais violentos. Terminaram a partida com seis amarelos e dois vermelhos.Reconhecido como um dos poucos jogadores australianos com um futebol mais calcado na técnica, Harry Kewell se destacou e foi eleito o melhor jogador da partida. Aliás, o atacante do Liverpool também é conhecido por declarações polêmicas. Ele vinha, mesmo antes da Copa, garantindo que uma das vagas do Grupo F seria de sua seleção. E melhor ainda para ele, foi o próprio que garantiu o feito em campo fazendo o gol de empate australiano.Veja abaixo as estatísticas do jogo:Finalizações: Croácia, 8; Austrália, 12 Finalizações certas: Croácia, 3; Austrália, 7 Faltas cometidas: Croácia, 21; Austrália, 24 Cartões amarelos: Croácia, 6; Austrália, 2 Cartões vermelhos: Croácia, 2; Austrália, 1 Escanteios: Croácia, 3; Austrália, 9 Impedimentos: Croácia, 2; Austrália, 1 Posse de bola: Croácia, 44%; Austrália, 56% Melhor jogador da partida: Harry Kewell (Austrália)(Com fifaworldcup.com)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.