Números pífios marcam empate empolgante entre Itália e EUA

Exemplo de como números fracos não obrigatoriamente resultam em uma partida monótono, as pífias estatísticas do empate de 1 a 1 entre Itália e Estados Unidos mascaram um jogo cheio de emoção. Disputada neste sábado em Kaiserslautern, a partida teve três expulsões, pênaltis não marcados para ambos os lados e uma equipe que não acertou nenhum de seus oito chutes a gol - os Estados Unidos - e mesmo assim conseguiu empatar o placar, com um gol contra de Zaccardo.E falando em finalizações, os italianos também não foram tão melhores que os norte-americanos, acertando somente três - das dez realizadas - no gol de Casey Keller, que fez duas defesas espetaculares e foi, merecidamente, eleito o melhor do jogo.A Itália dominou no quesito posse de bola, com 54% contra 46% dos Estados Unidos, que era mais perigoso jogando no contra ataque. Porém, a pressão italiana sofreu com a falta de atenção de seus jogadores, que caíram na linha de impedimento norte-americana nada mais do que 11 vezes. A equipe do técnico Bruce Arena só ficou impedida em uma oportunidade.Mas o que marcou a partida foi a grande quantidade de cartões vermelhos aplicados. Um para a Itália e dois para os Estados Unidos, deixando a partida, mesmo fraca tecnicamente, rica em emoção. Os italianos até que não fizeram muitas faltas: foram 13. Já os norte-americanos bateram mais, cometeram 24 delas e ainda levaram dois cartões amarelos, a mesma quantidade recebida pela equipe européia.Veja abaixo as estatísticas do jogo:Finalizações: Itália, 10; Estados Unidos, 8 Finalizações certas: Itália, 3; Estados Unidos, 0 Faltas cometidas: Itália, 13; Estados Unidos, 24 Cartões amarelos: Itália, 2; Estados Unidos, 2 Cartões vermelhos: Itália, 1; Estados Unidos, 2 Escanteios: Itália, 7; Estados Unidos, 3 Impedimentos: Itália, 11; Estados Unidos, 1 Posse de bola: Itália, 54%; Estados Unidos, 46% Melhor jogador da partida: Kasey Keller (Gana)(Com fifaworldcup.com)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.