"O ataque do Brasil está funcionando muito bem", diz Kaká

O meia Kaká não concorda com parte das críticas que a seleção brasileira vem recebendo. Especificamente, ele ressalta o trabalho realizado pelo ataque da equipe. "O ataque está funcionando muito bem, assim como a defesa, que está prestes a bater um recorde". Ele se refere ao fato de que, se ficar mais de 32 minutos sem tomar gols no jogo contra o Japão, a defesa brasileira vai superar a marca de 458 minutos de invencibilidade registrada na Copa da Argentina, em 1978."E a defesa está bem porque os atacantes estão voltando para ajudar na marcação e não deixá-la tão exposta. Na verdade, o time inteiro está ajudando na marcação". O jogador do Milan reafirma sua opinião sobre o ataque da seleção. "Os atacantes estão marcando gols. Eu marquei, e o Adriano e o Fred também. Só falta o Ronaldo, mas isso é questão de tempo".E ressalta: "Não entendo porque todos esperam um show da seleção em todos os jogos. O que importa é ganhar e ser campeão. No futebol de hoje, fazer cinco gols numa Copa como essa é muito difícil, porque todos os jogos são muito equilibrados".Com relação a seu desempenho pessoal, Kaká se diz satisfeito. "Acho que fiz duas boas partidas, mas não estou pensando em ser o melhor jogador. O importante para mim é ganhar a Copa. Depois eu vejo o que consigo individualmente". E rebate a constante menção ao desempenho do chamado ´quadrado mágico´. "Acho que não temos de ficar falando de ´quadrado mágico´, e sim da seleção como um todo. E a seleção está bem, porque já se classificou para a próxima fase e vai buscar o primeiro lugar no grupo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.