O campeão São Caetano quer manter o ritmo

Agora com status de campeão, o São Caetano inicia sua participação no Campeonato Brasileiro reencontrando sua torcida no estádio Anacleto Campanella. Nesta quarta-feira, às 16 horas, o time do ABC vai receber outro campeão, o Vitória, mas nem por isso o campeão paulista deixa de entrar em campo para começar o Brasileiro com o pé direito. O objetivo não é apenas vencer este jogo, mas brigar pelo título. Uma exigência de sua diretoria e também uma meta traçada pela comissão técnica e jogadores. "Nós entramos em qualquer competição para brigar pelo título. Vai ser assim no Brasileiro e também na Libertadores da América", avisa o presidente Nairo Ferreira de Souza. O técnico Muricy Ramalho concorda com a determinação do dirigente, mas se mostra cauteloso em relação ao apertado calendário que o time terá pela frente, com jogos em duas competições. "O problema é que a gente não está tendo tempo para treinar. O segredo será manter o time em forma e evitar que os jogadores virem o fio." Depois da conquista do inédito título paulista, com duas vitórias sobre o Paulista de Jundiaí, o elenco participou da festa domingo à noite e ganhou merecida folga. A apresentação geral aconteceu nesta terça-feira à tarde, no Anacleto Campanella. Houve um treino tático, seguido de alguns minutos de coletivo. Sem problema médico ou disciplinar, o time será o mesmo do último jogo, no esquema 4-4-2. E agora com uma escalação já conhecida pela torcida. Muricy alerta, porém, que todos devem ficar preparados, porque "será uma temporada dura, com jogos difíceis, que desgastam na parte física e também emocional". Cita como exemplo a própria estréia diante do campeão baiano. "Vai ser apenas a primeira pedreira." Outro aspecto ressaltado é o fato da disputa em pontos corridos, o que exige muita regularidade do time. O técnico promete manter a mesma filosofia de trabalho e a mesma disciplina sobre o elenco. "Eles (jogadores) já me conhecem e sabem como gosto de trabalhar. O grupo é excelente e se mantivermos a mesma humildade e muito trabalho ainda vamos dar outras a legria para o clube."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.