O discreto Maldonado trabalha muito

Pode ser coincidência, mas quem acompanha mais de perto os jogos do São Paulo e mesmo o dia-a-dia de treinamentos no CT da Barra Funda já percebeu que o desempenho da equipe caminha lado a lado com o do volante chileno Maldonado. Discreto dentro do campo, o jogador é apontado pelo técnico Nelsinho Baptista como importante para o esquema tático da equipe. E o reconhecimento não vem apenas da comissão técnica. Os companheiros de clube também fazem questão de destacar sua importância para o time. O único que parece não dar tanto valor a seu papel no campo é o próprio chileno. Ao conversar sobre o assunto, Maldonado deixa transparecer um lado que poucos conhecem: o da modéstia. "Mas eu não faço nada demais. Fico segurando na defesa, só isso!" afirmou. Porém, se for considerado o fato de a defesa são-paulina ser o principal problema da equipe, o tabalho de Maldonado fica em evidência. Afinal, "segurar" um sistema defensivo que, até aqui, sofreu 34 gols não é tarefa das mais fáceis.Maldonado foi lançado no meio-campo já no Morumbi. Até então, jogava na lateral-direita, posição onde iniciou sua carreira e defendeu a seleção chilena. "Só que lá (no Chile) o lateral tem uma função mais defensiva. Aqui no Brasil não. Tem de marcar e apoiar bastante", comparou. O volante garantiu que não sente saudade da antiga função. Se depender dele, vai continuar jogando no meio-campo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.