O fanfarrão que está desmanchando

Eurico Miranda fala alto e tenta intimidar quem vai contra o que ele pensa. Mas esta semana mostrou que o dirigente, ícone de tudo o que a cartolagem brasileira tem de ruim, está perdendo poder. Sede da CBF, Rio de Janeiro, segunda-feira. Durante o conselho arbitral para o Brasileiro, Eurico bate o pé e exige que a tabela seja alterada para que o Vasco jogue em casa contra o Gama e não em Brasília. Seu argumento: uma lei que diria que o clube campeão do ano anterior tem o direito de estrear em casa. Até recentemente, Eurico sairia vitorioso. Mas após a reunião, a frase de Fábio Koff, presidente do Clube dos 13, mostra o poder de Eurico hoje: "A tabela não será modificada. Se não jogar, o Vasco será punido com a perda de pontos." Eurico saiu no meio da reunião. Xingou e engoliu. Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.