Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Alexandre Vidal / Flamengo
Alexandre Vidal / Flamengo

'O Flamengo é tão grande como a seleção', diz Renato Gaúcho ao ser apresentado na Gávea

Novo treinador afirma que está realizando um sonho, mas diz que investimentos não são garantias de títulos

Redação, Estadao Conteudo

12 de julho de 2021 | 14h56

O Flamengo apresentou, de maneira oficial, o técnico Renato Gaúcho nesta segunda-feira, dia 12. A entrevista coletiva de apresentação foi recheada de temas sobre o futuro trabalho, entre eles, os investimentos do clube. Criticado anteriormente, quando estava no Grêmio, sobre "esquivas" com relação às cifras, ele apontou a importância deste dinheiro e citou o exemplo do Paris Saint-Germain.

"Se você gasta R$ 100 por mês, você vai ser cobrado por título? Se você gastar R$ 200 milhões, você vai ser cobrado por título. Se você gastar R$ 1 bilhão, você vai ser cobrado por título. É lógico que você tem uma vantagem quando qualifica o grupo, as chances de vencer são maiores", disse Renato Gaúcho, antes de completar: "Mas não quer dizer que você vai ganhar. O PSG é um exemplo. Gastou e não foram campeões. A cobrança existe em todos os clubes independentemente do que você gastar", disse.

Antes de comandar o seu primeiro treino no CT Ninho do Urubu, às vésperas da viagem para Argentina, onde vai encarar o Defensa y Justicia, pela rodada de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, Renato Gaúcho comentou sobre a realização de um sonho e comparou o peso do clube com o da seleção brasileira.

"Acima de tudo é um prazer estar aqui com essa oportunidade para treinar este grande clube. Há uns dois ou três anos, disse que eu tinha esse sonho e estou realizando um sonho agora. Um treinador tem de pensar alto e na minha opinião tem de treinar o Flamengo é treinar a seleção brasileira", afirmou.

"Eu sempre falei que era o meu sonho treinar o Flamengo. É tão grande quanto a seleção brasileira. Todo treinador sonha em treinar o Flamengo. Eu estou realizando o meu sonho. Pode ter certeza de que estou bastante emocionado. Voltar ao Flamengo, estar no Maracanã, com um grupo vencedor, tenho certeza de que o torcedor do Flamengo entende o meu lado profissional. Eu sou profissional, quando visto a camisa de um clube, visto mesmo", completou.

Renato Gaúcho estava sem clube desde abril, quando acertou a sua saída do Grêmio após uma sequência de maus resultados que resultou na eliminação na fase preliminar da Libertadores. Por ironia do futebol, o treinador estreia à frente do Flamengo justamente em partida válida pelo torneio continental.

O agora técnico do Flamengo comandou o Grêmio por mais de quatro anos e é quem mais permaneceu no cargo nesta década. Pelo time gaúcho, conquistou a Copa do Brasil (2016), a Libertadores (2017), a Recopa Sul-Americana (2018), o Estadual (2018, 2019 e 2020) e a Recopa Gaúcha (2019). O currículo como treinador e jogador fez com que Renato Gaúcho fosse homenageado com uma estátua em Porto Alegre.

No Flamengo, ele tenta recolocar o time no caminho das vitórias mais fáceis, de menos sofrimento e nas primeiras colocações do Campeonato Brasileiro. Renato sabe que é candidato a ganhar títulos com o elenco que tem nas mãos.

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengoRenato Gaúcho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.