O invicto Paraná promete parar o líder

Manter a invencibilidade de nove partidas, visando uma vaga na Copa Sul-Americana, e segurar o Cruzeiro, para que o campeonato não seja decidido neste domingo, são as missões que o Paraná assumiu na partida das 16 horas, no Estádio Pinheirão, em Curitiba. O jogo ganhou um aperitivo a mais em razão da negativa do Paraná para que o Cruzeiro fizesse reconhecimento do novo gramado do estádio, remodelado para o jogo de quarta-feira passada entre as seleções do Brasil e do Uruguai.O técnico Vanderlei Luxemburgo, do Cruzeiro, reclamou dessa decisão. O discurso de respeito pelo adversário não foi esquecido pelo Paraná Clube, mas as últimas cinco vitórias e quatro empates já fazem com que as palavras sejam mais ousadas. "Temos que procurar pôr água no chope do Cruzeiro e jogar em busca da Sul-Americana, que será bom para os jogadores e para o Paraná", diz o técnico Saulo de Freitas. Ele acredita que o torcedor ficará satisfeito com o espetáculo. "As duas equipes vão procurar o gol o tempo todo."O Paraná Clube não se apresenta diante de sua torcida há 35 dias, em razão de ter perdido dois mandos de jogo, e espera grande público. "Tem que vir apoiar para chegar à Sul-Americana", conclama Renaldo, que está com 27 gols, dois atrás de Dimba (Goiás) e Luis Fabiano (São Paulo). O retorno ao Pinheirão também é festejado. "Ainda mais com essa cara nova, com arquibancadas bonitas e um gramado melhor", disse o artilheiro. "Mas não adianta criar expectativas e não conseguir fazer o melhor em campo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.