O lanterna Guarani está atrás de ajuda

A 25ªrodada terminou com saldo negativo para o Guarani, que perdeu para o São Caetano, por 3 a 0, lanterna do Campeonato Brasileiro e cotado para ser rebaixado à Série B em 2005. Sentindo as dificuldades para brigar contra seus concorrentes, a diretoria convoca toda sua coletividade para ajudar o time num plano "emergencial de salvação". A idéia é conseguir auxílio de ex-dirigentes, como Eduardo José Farah, ex-presidente da Federação Paulista e bugrino de coração e de Beto Zini, que dirigiu o clube na década de 90. O vice-presidente Antônio Carlos Seccacci, acha que chegou o momento de superar antigas desavenças em nome do Guarani. "Estamos abertos, com as portas abertas e os telefones à disposição. Qualquer idéia, qualquer apoio será bem vindo", disse o dirigente, com humildade, assumindo as dificuldades do clube. Os problemas estão dentro e fora de campo. Os salários estão atrasados e não há previsão orçamentária para cumprir futuros compromissos. Em campo, o time não vence há seis rodadas, soma 23 pontos e ocupa a 24ª posição. Seu ataque é o pior, com apenas 18 gols. O técnico Lori Sandri também acena a bandeira branca e pede calma. "É um momento delicado, mas precisamos ter calma e contar com a paciência da torcida. Este é o primeiro passo para acertamos as coisas", garante o técnico, que ainda demonstra um pouco de confiança. A expectativa é pela chegada de reforços. Os dois primeiros já entraram em ação: o zagueiro João Carlos e o atacante Marcão.Não agradaram. O volante Douglas ainda não está em plena forma física, enquanto as contratações do lateral-esquerdo Emerson, do Paraná, com apenas 18 anos, e do zagueiro Renato, do Juventude, podem não dar certo. Independente de quem vier, o Guarani terá a volta do lateral direito Dida contra o vasco da Gama, domingo à tarde, no Brinco de Ouro, em Campinas. Lori Sandri prefere aguardar os treinos táticos e coletivo de sexta-feira para definir o time, talvez, com o mesmo esquema 3-6-1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.