Daniele Mascolo|Reuters
Mario Balotelli em seu último clube, o Brescia Daniele Mascolo|Reuters

Mario Balotelli em seu último clube, o Brescia Daniele Mascolo|Reuters

O ocaso de Balotelli, de estrela mundial à Quarta Divisão na Itália: Entenda os motivos do declínio

Sem clube desde junho, atacante de 30 anos treina no Franciacorta para tentar manter a forma

Raphael Ramos , O Estado de S.Paulo

Atualizado

Mario Balotelli em seu último clube, o Brescia Daniele Mascolo|Reuters

Após surgir como uma das maiores estrelas do futebol mundial, o atacante italiano Mario Balotelli está sem clube desde junho e atualmente treina para tentar manter a forma no Franciacorta, time da Quarta Divisão do Campeonato Italiano. Aos 30 anos, "Super Mario" não conseguiu manter o alto nível na carreira principalmente por causa de seu temperamento explosivo. Não foram poucos os seus ataques de fúria, nos quais brigou com treinadores ou até mesmo agrediu companheiros de equipe.

O seu empresário é Mino Raiola, um dos agentes mais influentes do mundo, com bom trânsito em praticamente todas as principais ligas. O problema é que o histórico de indisciplina de Balotelli faz com muitos dirigentes se neguem a abrir negociação para contratá-lo, mesmo que a transação seja sem custos e o clube tenha de pagar apenas prêmios variáveis por rendimento.

Na Itália, Balotelli é apontado como um talento desperdiçado. O técnico da seleção italiana, Roberto Mancini, por exemplo, já falou publicamente sobre o declínio na carreira de Balotelli. "Lamento muito vê-lo nestas condições. Aos 30 anos, estaria em plena maturidade técnica e seria muito útil", disse.

Balotelli tem, pela seleção italiana, 36 partidas e 14 gols. Seu último jogo pela Azzurra foi em setembro de 2018. Na última temporada, ele defendeu o Brescia, que acabou caindo para a Série B do Campeonato Italiano.

A passagem pelo clube foi um fracasso. O próprio presidente Mario Cellino admitiu que a contratação foi um equívoco. "Ele não aparece nos treinos, não parece muito comprometido, digamos, com o futuro do clube. Acho que nós dois cometemos um erro. Pensei que vir para Brescia, que é a cidade dele, o comprometeria muito", afirmou Cellino em maio.

Foram muitas as polêmicas durante a passagem de Balotelli pelo Brescia, como punições por uma expulsão e um acidente de carro. Além disso, ele foi criticado por alguns torcedores após se posicionar contra insultos racistas de torcedores do Verona.

Apesar de treinar no Franciacorta, o centroavante não pretende defender o time oficialmente. De acordo com a imprensa italiana, ele só utiliza as instalações do clube por causa de amigos que possui no Franciacorta.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
Lamento muito vê-lo nestas condições. Aos 30 anos, estaria em plena maturidade técnica e seria muito útil
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Roberto Mancini, técnico da seleção italiana

O jogador ganhou destaque em 2007, na Inter de Milão. Com apenas 17 anos, logo chamou atenção pelo vigor físico e faro de gol. Na sequência, passou por Manchester City, Milan e Liverpool. Sua lista de títulos é extensa e inclui Campeonato Italiano, Copa da Itália, Liga dos Campeões e Campeonato Inglês.

O problema é que Balotelli nunca teve paciência para suportar provocações dos adversários e, para piorar, costuma reagir com ataques de fúria. Também tem o hábito de reclamar muito, seja do juiz, dos adversários e até dos companheiros. Na Itália, ficou marcado por ser um jogador com fama de tentar cavar faltas. E, além de simular a infração, reclamar ostensivamente se o árbitro não marcar nada.

Outra crítica recorrente é para a sua falta de comprometimento nos jogos e treinos e de não ter espírito de grupo. Depois de viver o auge na Itália, sua carreira começou a entrar em queda a partir de 2016. Balotelli saiu dos grandes centros da Europa para defender Nice e Olympique de Marselha, na França.

No ano passado, Balotelli chegou a ser procurado pelo Flamengo, a pedido do técnico português Jorge Jesus que enviou representantes à Europa para iniciar as negociações. No entanto, o italiano optou pelo Brescia, clube da cidade onde foi criado. Esse ano, o seu nome chegou a ser especulado no Vasco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.