ALEX SILVA/ESTADÃO
ALEX SILVA/ESTADÃO

'O que tinha de ser testado já foi', diz Hernanes, do São Paulo

Após derrota para o Guarani, Profeta diz que é preciso recarregar energias para jogo pela Libertadores

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

31 de janeiro de 2019 | 23h21

Estreante da noite na derrota do São Paulo para o Guarani por 1 a 0, nesta quinta-feira, no Pacaembu, o meio-campista Hernanes negou que a partida do próximo domingo, contra o São Bento, tenha de servir de motivação para o compromisso da semana que vem, diante do Talleres, na Argentina, pela Pré-Libertadores.

"O que tinha de ser testado já foi testado. Agora é recarregar as energias para chegar na quarta-feira com força total. Vamos ver o que o André vai propor", falou o camisa 15, referindo-se ao técnico André Jardine.

Em quatro apresentações no Campeonato Paulista, o treinador ainda não repetiu uma formação, razão pela qual fica difícil de prever qual escalação ele levará a campo diante dos argentinos. Nesta quinta, por exemplo, ele deixou Nenê e Hernanes no banco, e só recorreu à dupla no segundo tempo.

Questionado sobre o jogo em si, Hernanes disse ter visto alguns pontos positivos, mas terminou sua análise com uma ponderação: "Como time, melhoramos um pouco com posse de bola, criação, organização de jogo. Mas temos de melhorar muito ainda para vencer as partidas".

Apesar do segundo tropeço consecutivo - havia perdido do Santos por 2 a 0 no domingo -, o São Paulo se mantém na liderança do Grupo D do Paulistão, com seis pontos, um à frente do Oeste. O Ituano tem quatro, e o Botafogo soma apenas um.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.