Érico Leonan|Divulgação
Érico Leonan|Divulgação

'O River não está tão forte como no ano passado', diz Calleri

São Paulo precisa vencer jogo pela Libertadores nesta quarta

CIRO CAMPOS, Estadão Conteúdo

12 de abril de 2016 | 20h09

O artilheiro da Copa Libertadores com cinco gols minimizou nesta terça-feira o poderio do atual campeão da competição. Para o argentino Calleri, do São Paulo, o confronto desta quarta com o River Plate, no Morumbi, já não assusta tanto, já que a equipe de Buenos Aires negociou vários jogadores depois da conquista do ano passado e, por isso, tem jogado abaixo do nível apresentado na última temporada.

Calleri explicou que por ter atuado durante um ano e meio no Boca Juniors, enfrentou muitas vezes o River Plate e presenciou as mudanças no clube. "O campeão do ano passado não é o mesmo de agora. Saíram jogadores importantes, como Kranevitter e (Carlos) Sánchez, que eram pilares do time ganhador. Vamos tentar ganhar, temos chance", comentou o argentino.

O atacante relembrou o último encontro entre as equipes para justificar a possibilidade do São Paulo ganhar. Em março, o empate em 1 a 1 em Buenos Aires, pela segunda rodada, foi considerado bastante positivo pelo clube do Morumbi, que vinha de derrota na estreia para o The Strongest, da Bolívia, em pleno Pacaembu.

Já para a partida desta quarta, um empate será ruim para o São Paulo. O time tem que ganhar um e empatar outro jogo para avançar às oitavas de final da competição. Além dos próprios argentinos, o concorrente pela vaga é o The Strongest, adversário da última rodada, semana que vem. "Temos que nos preparar bem e jogar concentrados para chegar com chances de classificação em La Paz", disse Calleri.

O clube espera ter estádio lotado contra o River Plate. Todos os ingressos foram vendidos, exceto entradas para camarotes, cadeiras cativas e visitantes. "Significa muito jogar em um estádio cheio. Esse apoio é importante para todos nós. Tomara que possamos devolver esse carinho", comentou. Até agora o maior público do time como mandante nesta temporada foi 32,5 mil pagantes no Pacaembu na vitória sobre o Cesar Vallejo, do Peru, pela fase preliminar da Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.