Thomas Santos/ Estadão
Thomas Santos/ Estadão

'O Santos é a casa do Robinho, ele volta a hora que quiser', diz presidente

Modesto Roma Júnior abre as portas do clube para um possível retorno do jogador

Estadão Conteúdo

26 de dezembro de 2016 | 14h38

Se antes não descartava o retorno de Robinho, agora o presidente Modesto Roma Júnior escancarou o desejo de contar novamente com o atacante no Santos. Nesta segunda-feira, o dirigente santista abriu as portas do clube para uma possível volta do jogador no futuro.

"O Santos é casa do Robinho. Se ele quiser voltar, volta a hora que quiser. Sei que tem contrato de mais um ano com o Atlético-MG, mas não desprezo nunca a volta do Robinho. Se quiser, a casa é dele. Sabe que vai estar aqui sendo recebido de braços abertos", disse o presidente, em entrevista ao canal ESPN.

O dirigente, contudo, admite a dificuldade da negociação. Por essa razão, mostra maior animação com jogadores de outros países da América do Sul, considerados mais em conta, em comparação aos altos salários de atletas do País.

"Lógico que prestamos atenção em todos os nomes do futebol brasileiro, mas também brasileiros em baixa lá fora, que conhecemos o potencial, alguns deles da América do Sul. No Brasil, são muitos caros, então temos buscado mais lá fora, que tem potencial de acerto maior", contou o presidente, sem citar nomes.

Alvo de diversos rumores para reforços na temporada 2017, o Santos ainda não confirmou contratações para seu elenco.

Tudo o que sabemos sobre:
RobinhoSantosFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.