Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

'O São Paulo não pode fazer a besteira de perder Osorio', diz Pato

Colombiano é principal candidato a assumir seleção mexicana

GONÇALO JUNIOR, O Estado de S. Paulo

21 de agosto de 2015 | 12h33

O atacante Alexandre Pato, autor do gol do São Paulo na derrota para o Ceará, por 2 a 1, nesta quinta-feira, defende a permanência de Juan Carlos Osorio no clube. A imprensa mexicana afirma que ele é o principal candidato para substituir Miguel Herrera à frente da seleção daquele país. "Se o Osorio sair do São Paulo, o clube vai perder, o Brasil vai perder. É um treinador muito importante, diferente. O São Paulo não pode fazer besteira de perder Osorio neste momento", afirmou o jogador em entrevista na manhã desta sexta no CT da Barra Funda.

Questionado sobre a parcela de culpa dos jogadores na sequência de duas derrotas seguidas no Morumbi (Goiás e Ceará), o jogador afirma que a culpa é de todos e que o treinador precisa de confiança.

"Vou sempre proteger o meu colega, o cara que está comigo. A culpa não é de ninguém, estamos trabalhando. O que atrapalha é que estamos pecando em alguns momentos. O treinador veio ao Brasil com um modo de jogo e quer construir uma coisa nova. Temos de dar confiança a ele. Ele tem o grupo na mão. Todos estão focados nessa mudança."

Pato também defendeu o rodízio de atletas implantado por Osorio. "Acho que não só o jogador, mas a imprensa tem de entender que o rodízio faz bem para o jogador. É cansativo jogar todas as partidas. No Milan, a gente fazia esse rodízio porque tinha Copa da Itália junto com o Campeonato Italiano. É tudo novo para o jogador brasileiro, é preciso acima de tudo confiar no treinador", afirmou Pato.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCOsorioPato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.