O segredo de Amoroso: dedicação

Muitos torcedores e até dirigentes do São Paulo ficaram surpresos com o desempenho do atacante Amoroso na partida contra o River Plate ontem. Apesar de ter chegado ao clube cinco dias antes do jogo para substituir o contundido Grafite, o jogador mostrou bom preparo físico e não desafinou no entrosamento com outros companheiros, tornando-se um dos destaques na vitória sobre a equipe argentina por 2 a 0. O segredo do sucesso, segundo o centroavante, foi um trabalho que começou muito antes de sua contratação pelo São Paulo. "Na verdade já vinha me preparando em Campinas para não sentir a falta de preparo físico caso acertasse com algum clube daqui ou da Europa", revelou Amoroso. "Eu sou assim: não consigo ficar parado nem nas férias e estou sempre cuidando para manter a forma." As atividades, segundo ele, foram e têm sido fundamentais na sua adaptação ao restante do elenco do São Paulo. "Mas ainda falta. Preciso, por exemplo, trabalhar para melhorar a minha força." Luizão foi além. "Sobre entrosamento, sabíamos que não seria problema entre a gente, pois trabalhamos no Guarani, mas Amoroso é também inteligente, o que o ajuda a se entrosar com os outros." Outro que elogiou o atacante foi o supervisor Marco Aurélio Cunha, para quem o desempenho foi acima do esperado. "Ele deixou de ser uma incógnita para ser certeza", disse o dirigente, ressaltando que Amoroso tem grande passado como atleta, mas poucos resultados expressivos recentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.