Observador técnico do Fluminense morre aos 57 anos

O Fluminense anunciou nesta terça-feira a morte de um dos membros da comissão técnica de Abel Braga. O observador técnico Roberto Moreno, de 57 anos, faleceu por volta das 2 horas da madrugada, vitime de insuficiência respiratória. "O Fluminense perde um profissional exemplar, que honrou o clube e era querido por todos. Nos solidarizamos com a família e vamos dar todo o apoio que for necessário", disse o presidente do clube, Peter Siemsen.

AE, Agência Estado

21 de agosto de 2012 | 12h41

Robertinho trabalhou com Abel em 2003, na Ponte Preta. Em 2006, ele voltou a trabalhar com o treinador no Internacional. Depois, seguiu para o Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos. Roberto estava no Fluminense desde junho de 2011, também quando Abel foi contratado pelo clube.

Diante da morte de Robertinho, o Fluminense decretou três dias de luto oficial. Além disso, o clube vai pedir autorização à CBF para homenagear o observador técnico com um minuto de silêncio no sábado, antes da partida contra o Vasco, no Engenhão, às 18h30, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseRoberto Morenomorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.