Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Odair Hellmann reclama da arbitragem após novo empate do Inter

Equipe gaúcha sofre gol de pênalti polêmico e fica no 1 a 1 com o Vasco

O Estado de S.Paulo

27 Outubro 2018 | 00h25

O Internacional deixou o gramado pelo segundo jogo seguido reclamando da arbitragem. Na noite desta sexta-feira, o time gaúcho ficou no empate com o Vasco da Gama, por 1 a 1, em São Januário, pela 31,ª rodada do Campeonato Brasileiro, em uma atuação polêmica do mineiro Igor Junio Benevenuto de Oliveira.

Após o apito final, jogadores e membros da comissão técnica cercaram a equipe de arbitragem - o volante Edenilson foi expulso por reclamação. A principal reclamação era o pênalti assinalado em cima de Kelvin aos 44 minutos do segundo tempo. O argentino Maxi López cobrou bem e deixou tudo igual.

Por orientação do meia D'Alessandro, os jogadores colorados deixaram o gramado sem falar com a imprensa. Sobrou para Odair Hellmann. Revoltado, o treinador não questionou o pênalti, mas sim a falta não marcada em cima de Nico López na origem da jogada. "De longe não posso dizer se foi pênalti e se foi vou bater palma para ele. Mas uma coisa eu tenho certeza: foi falta no Nico na origem do lance. Isso eu tenho certeza", afirmou Odair Hellmann.

O resultado complica ainda mais a vida do Internacional em relação a briga pelo título brasileiro. O time assumiria a vice-liderança em caso de vitória, mas está em terceiro lugar, com 58 pontos. Agora vai buscar a vitória em casa na próxima rodada diante do Atlético-PR, no domingo, dia 4, no Beira-Rio.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.