Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Odair Hellmann revela conversas para renovar contrato com o Inter

Técnico vê possibilidade de acerto ao comentar a vitória sobre o América-MG na noite desta quinta-feira

Estadão Conteúdo

16 de novembro de 2018 | 09h34

Apesar de garantir o foco na briga pelo título do Brasileirão, o técnico Odair Hellmann já está pensando em 2019. E o primeiro passo é negociar a renovação de contrato com a diretoria do Internacional, o que já está acontecendo, segundo revelou o treinador na noite desta quinta, após a vitória sobre o América-MG por 2 a 0, no Beira-Rio.

"O Rodrigo Caetano já falou comigo, com o Gilmar Veloz. Sentaremos e conversaremos", revelou o treinador, ao se referir ao executivo de futebol do Inter e ao seu empresário. Ele não deu maiores detalhes sobre o andamento das conversas.

Odair preferiu reafirmar o compromisso com a temporada atual, em que o Inter ainda briga pelo título. É o vice-líder do Brasileirão e está a cinco pontos do líder Palmeiras. "É um momento que temos que focar. O campeonato está aberto. Faltam quatro jogos e nada tirará o foco. Já houve o contato. Quando terminar o campeonato, mas, no meio do processo, certamente quem precisa definir, sentará e conversará."

O técnico indicou que está participando da montagem do elenco para a próxima temporada. "Independente de qualquer coisa, já estamos pensando nisso. Temos que pensar no clube como uma forma de gestão. Já nos reunimos com o departamento de futebol e traçamos diretrizes para que a gente possa pensar 2019 mesmo dentro desse processo de disputa. Já conversamos e estamos olhando o mercado. Não dá para deixar para depois."

Com passagens pelo comando de times da base do Inter, Odair assumiu a equipe profissional na reta final da Série B do ano passado e está prestes a completar um ano na função. Além de levar o vice-campeonato e assegurar o retorno à primeira divisão, o treinador já garantiu a equipe na Copa Libertadores do próximo ano.

"A Libertadores é um orgulho. Mas ainda não comemoraremos porque ambicionamos o mais alto. O título está aberto. A régua subiu este ano em termos de dificuldade. Ano passado subiram oito para a Libertadores. Este ano todos estão na briga para buscar esta vaga. Grêmio e Palmeiras não conseguiram passar. O Cruzeiro apareceu agora. Isso tornou tudo muito mais difícil. O Palmeiras tem 70 pontos e ainda não é campeão. A briga está aberta", projetou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.