Ricardo Duarte / S.C. Internacional
Ricardo Duarte / S.C. Internacional

Odair indica presença de Rodrigo Dourado no Inter contra o São Paulo

Treinador fala volante de 'guerreiro' ao ser questionado se ele terá condições de atuar no domingo

Estadão Conteúdo

12 Outubro 2018 | 17h38

Peça fundamental no meio de campo do Internacional, Rodrigo Dourado não está confirmado para a partida contra o São Paulo, no próximo domingo, às 16 horas, no Beira-Rio. O técnico Odair Hellmann não garantiu a presença do volante, mas o elogiou, indicando que ele deve jogar pela 29.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"O Dourado é um guerreiro, meu amigo. É o que tenho para te dizer", afirmou o treinador de forma taxativa, em entrevista coletiva nesta sexta-feira. O volante é dúvida por conta de dores no pé direito que o levaram até a deixar um dos treinamentos desta semana.

Quem deve voltar é Leandro Damião. O centroavante está recuperado de uma lesão muscular na coxa direita que o tirou da última derrota por 2 a 1 para o Sport, no Recife. Como ainda está em progressão física e técnica, Damião aguarda a avaliação do departamento médico para saber quanto tempo poderá ser utilizado.

"O Damião está voltando, fazendo progressão técnica. Não passou por processo de 'retreinamento'. Trouxemos para o campo para acelerar o processo. Iniciou quarta os treinamentos de campo. Treinou, nós tiramos. Assim, sucessivamente. Fica à disposição para usar em início ou em termos de estratégia para o segundo tempo", explicou Odair.

O Inter vive um período de oscilações na competição nacional. Vem de derrota de virada para o vice-lanterna Sport e viu seu rendimento cair. Apesar disso, é vice-líder, com 53 pontos, e precisa da vitória contra o São Paulo, rival direto na briga pelo título, para não deixar o líder Palmeiras abrir distância. Segundo o técnico colorado, o time está aberto a novas situações e possibilidades para a melhora de rendimento.

"Acho que sempre uma equipe está aberta a situações novas. O que não acredito é você tirar e trocar tudo aquilo. O conceito é o mesmo, a ideia é a mesma independente do sistema. Mais importante para mim, é a consolidação dos conceitos. Temos que estar abertos a essas possibilidades", avaliou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.