Silva Izquierdo/ AP
Silva Izquierdo/ AP

Odair lamenta primeiro tempo ruim, mas destaca pontos positivos no Fluminense

Equipe carioca ficou no empate por 1 a 1 com o Unión La Calera, do Chile, no Maracanã,

Redação, Estadao Conteudo

05 de fevereiro de 2020 | 00h26

Odair Hellmann não escondeu a decepção pelo primeiro tempo ruim do Fluminense no empate por 1 a 1 com o Unión La Calera, do Chile, no Maracanã, na estreia do time na Copa Sul-Americana. O treinador lamentou a atuação da equipe nos 45 minutos iniciais, mas notou pontos de reação na etapa complementar do duelo desta terça-feira.

"Realmente a gente não conseguiu ficar com a posse (no primeiro tempo), criar as dificuldades que uma defesa precisa, para que a gente possa criar finalizações, lances perigosos de gol. No segundo tempo foi diferente. A gente criou chances de gol, mas infelizmente sofremos o empate. Temos que usar o segundo tempo como parâmetro e fazer correções", disse o treinador.

Odair avaliou que o oscilação é normal quando se monta uma equipe do zero. Ele optou, assim, por destacar os pontos positivos do início do seu trabalho no clube. "Isso acontece com todo mundo. Nós estamos construindo uma equipe nova. Mas acho que a gente tem apresentado coisas boas. A equipe oscilar em algumas vezes, como eu falo e falei na vitória, a gente tem que estar sempre apto a melhorar para próxima partida. Mas das seis partidas a gente consegue destacar mais coisas boas", concluiu.

Com o resultado desta terça-feira, o Fluminense vai para o Chile precisando de uma vitória ou de um empate com dois gols ou mais para selar sua classificação à segunda fase. O vencedor encara quem passar do confronto entre Vélez Sarsfield, da Argentina, e Aucas, do Equador.

CLÁSSICO

Recuperado de lesão, o atacante Marcos Paulo comemorou seu retorno ao time do Fluminense e projetou o duelo contra o Botafogo, no próximo domingo, em que o seu time buscará a vaga na semifinal da Taça Guanabara.

"Feliz em voltar. Muito bom estar de volta ao campo com meus companheiros. Fui feliz na assistência, mas temos que pensar no próximo jogo (contra o Botafogo). Precisamos da vitória para conseguir nossa classificar. Vou trabalhar dura para brigar pela posição entre os titulares. No entanto, deixo a decisão para o Odair", finalizou o jogador.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa Sul-americanaFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.