Daniel Texieira / Estadão Conteúdo
Daniel Texieira / Estadão Conteúdo

Odair minimiza fim de série invicta do Inter e destaca regularidade

Diretoria do clube também adota discurso de calma e busca por retomada em breve

Estadão Conteúdo

27 de julho de 2018 | 10h24

A invencibilidade de dez jogos do Internacional no Campeonato Brasileiro chegou ao fim, mas todos no clube adotaram um discurso de tranquilidade após a derrota por 2 a 1 para o América Mineiro, quinta-feira, no Independência, pela 15ª rodada. Para o técnico Odair Hellmann, o mais importante será o time ser regular na competição, para se manter nas primeiras posições.

"Mesmo com dez jogos sem perder, não falávamos que estava tudo certo. Perdemos após quase três meses de invencibilidade e temos que retomar essa regularidade", afirmou o treinador, após ver o Inter desperdiçar a chance de igualar o seu recorde de invencibilidade na era dos pontos corridos no Brasileirão, que era de 11 jogos e havia sido alcançada em 2005.

O time gaúcho viu o América-MG abrir 2 a 0 no primeiro tempo e só foi marcar o seu gol aos 43 minutos da etapa final com Jonatan Álvez, quando os dois times estavam com dez jogadores em campo, por causa das expulsões de Wesley e D'Alessandro. E ainda reclamou de um pênalti não marcado nos minutos finais.

Mesmo assim, o discurso contemporizador também foi adotado pela diretoria do Inter. "Que sirva de aprendizado. A gente sabia que ia perder em algum momento. Vamos buscar a retomada no Beira-Rio", afirmou o vice-presidente de futebol Roberto Melo.

Derrotado, o Inter caiu para o quinto lugar no Brasileirão com 26 pontos. O time voltará a jogar no domingo, quando receberá o Botafogo, no seu estádio, pela 16ª rodada do torneio nacional.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.