João Antônio de Freitas / EC Brasil de Pelotas
João Antônio de Freitas / EC Brasil de Pelotas

Oeste cede empate ao Brasil de Pelotas e continua sob risco de queda na Série B

Equipe de Barueri chegou a estar vencendo por 2 a 0, mas sofreu dois gols de Guilherme Queiroz

Redação, Estadão Conteúdo

09 de novembro de 2019 | 23h34

O Oeste vencia o Brasil-RS por 2 a 1 até os 55 minutos do segundo tempo, na noite deste sábado, mas saiu do estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS), com um amargo empate por 2 a 2, em jogo válido pela 34.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Se a vitória diminuiria consideravelmente o risco de rebaixamento nas quatro rodadas finais, a igualdade no placar mantém a situação desconfortável.

Com 40 pontos, o time paulista está em 15º lugar, cinco a mais que o Figueirense, primeiro time dentro da zona de rebaixamento, com 35, agora restando 12 pontos em disputa. Já o Brasil de Pelotas ocupa a 12.ª colocação, com 43 pontos, e vive um cenário mais tranquilo.

Na condição de visitante, o Oeste entrou melhor em campo e assim continuou durante todo o primeiro tempo. O único lance de perigo do Brasil foi aos 19 minutos, quando o goleiro Matheus Cavichioli fez boa defesa após cabeceio de Juba. Depois disso, o time paulista não sofreu grandes ameaças e, ainda que não tenha apresentado tanto volume, construiu chances reais de gol.

Os lançamentos para a área foram a aposta do Oeste para tentar articular jogadas ofensivas, mas o gol saiu da bola parada. Aos 32 minutos, Mazinho, que já tinha levado perigo em outra cobrança, bateu falta com qualidade e viu a bola morrer dentro do gol.

O segundo tempo começou com uma configuração bastante diferente. Foi a vez do Brasil mostrar mais intensidade e pressionar no campo de defesa adversário. Com um pouco mais de organização, a equipe gaúcha encontrou espaços e deu trabalho para o Oeste.

Por fim, o Brasil não soube aproveitar o seu melhor momento no jogo e viu o time paulista ampliar o placar. O segundo gol saiu aos 20 minutos, quando Fábio apareceu livre após cobrança de falta e mandou para a rede. O lance gerou revolta nos jogadores do time de Pelotas, que reclamaram de um impedimento.

A equipe da casa não deixou se abater com os dois gols de desvantagem e diminuiu aos 34 minutos, quando Guilherme Queiroz aproveitou escorregada de Cavichioli para fazer no rebote. O mesmo Guilherme foi o responsável por empatar o jogo aos 55 minutos, convertendo pênalti, que foi bastante contestado pelos paulistas.

Os dois times voltam a campo às 19h15 da próxima terça-feira para a disputa da 35.ª rodada. O Oeste recebe o Atlético-GO na Arena Barueri, enquanto o Brasil-RS joga novamente no Bento Freitas, desta vez contra o Coritiba.


FICHA TÉCNICA

BRASIL DE PELOTAS 2 X 2 OESTE

BRASIL DE PELOTAS - Carlos Eduardo; Ednei, Bruno Aguiar, Heverton e Willian Formiga; Leandro Leite (Murilo Rangel), Eduardo Person e Diogo Oliveira (Pereira); Juba, Guilherme Queiroz e Ari (Cristian). Técnico: Bolívar.

OESTE - Matheus Cavichioli; Felipe Gregório, Lídio, Caetano e Salomão; Matheus Jussa (Willian Rocha) e Mazinho; Roberto (Bruno Gonçalves), Fábio e Welliton (Gustavo Silva). Técnico: Renan Freitas.

GOLS - Mazinho, aos 32 minutos do primeiro tempo; Fábio, aos 20, e Guilherme Queiroz, aos 34 e aos 55 do segundo.

ÁRBITRO - Antônio Dib Moraes de Sousa (PI).

CARTÕES AMARELOS - Carlos Eduardo, Ednei e Eduardo Person (Brasil de Pelotas); Roberto (Oeste).

RENDA -  R$ 54.500,00.

PÚBLICO - 3.252 total (2.873 pagantes).

LOCAL - Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.