Oeste com sentimento de dever cumprido

Embora já esteja rebaixado no Campeonato Paulista, o Oeste conseguiu seu objetivo no jogo de domingo contra o União São João. Goleou o time de Araras por 5 a 2 e provou que tem condições, pelo menos dentro de campo, de ficar na elite do futebol estadual.Se não tivesse perdido 12 pontos no TJD da Federação Paulista, o Oeste estaria com 9 pontos no grupo 2, bem longe do rebaixamento. Mas, com a última vitória, o time de Itápolis chegou a três pontos negativos e, faltando um jogo para o término do Paulistão, não pode alcançar o próprio time de Araras, que somou um ponto até agora.Se não fosse punido por ter escalado três jogadores irregularmente e a competição terminasse agora, o Oeste estaria na frente de mais quatro clubes: Mogi Mirim (4 pontos), Juventus (6), Guarani (8) e Corinthians (8).O mais contente com o rendimento do time dentro de campo é o técnico Luís Carlos Martins. "Peguei um time desesperado, mas conseguimos dar um padrão de jogo e tirar o máximo dos jogadores", comentou o treinador, com o sentimento de dever cumprido.Mas nem tudo está perdido. A diretoria do Oeste ainda tenta reverter a punição nos tribunais. O time usou irregularmente três jogadores - Daniel, Marcelo Santos e Adão - e perdeu 12 pontos. A única esperança é conseguir sucesso na última instância, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro.O recurso, no entanto, ainda não chegou ao Rio. A expectativa é de que o julgamento ocorra dentro de 15 a 30 dias, ou seja, após o fim da primeira fase do Campeonato Paulista. No próximo domingo, o Oeste fará seu último jogo na competição, contra o Marília, na casa do adversário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.