Oeste marca aos 52 do segundo tempo, empata com Brasil-RS e segue fora da degola

Time paulista segue na 16.ª posição com 38 pontos

Estadão Conteúdo

12 de novembro de 2016 | 19h52

Na briga contra o rebaixamento, o Oeste conseguiu um empate heroico neste sábado, pela 36.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Jogando no estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS), Marcus Vinícius deixou tudo igual aos 52 minutos do segundo tempo, depois que Diogo Oliveira abriu o placar no começo da primeira etapa. Ainda assim, o clube paulista completou 12 jogos sem vencer.

Como Joinville e Bragantino perderam neste final de semana, o Oeste segue na 16.ª posição com 38 pontos, enquanto que o rival de Santa Catarina tem 34 e o Bragantino, 32. Já o Brasil-RS chegou aos 50 pontos e agora briga para terminar a competição na primeira parte da tabela de classificação.

Nas últimas duas rodadas da Série B, o Brasil-RS primeiro recebe o CRB, em Pelotas, no próximo sábado, às 19h30, e depois viaja até Florianópolis para enfrentar o Avaí no dia 26. Já o Oeste enfrenta o Joinville na próxima sexta-feira, às 19h15, na Arena Barueri, em Barueri (SP), e depois vai até Pernambuco medir forças contra o Náutico.

Mesmo diante de um Brasil-RS sem grandes objetivos, o Oeste teve dificuldade de se impor dentro de campo. Os primeiros minutos foram dominados por faltas e erros de passe, até que aos nove o placar foi inaugurado. Washington roubou a bola dentro da grande área e acabou derrubado por Bruno Silva. Na cobrança do pênalti, Diogo Oliveira balançou as redes.

Os paulistas até conseguiram assustar aos 35 minutos. Em um bate e rebate na grande área, a bola sobrou no alto para Pedro Carmona, que tentou uma bicicleta, mas ela explodiu na defesa. Pouco tempo depois, o Oeste roubou a bola também no campo de ataque e Mike soltou uma bomba em direção da meta, mas o goleiro Eduardo Martini espalmou para a linha de fundo.

Para o segundo tempo, o Brasil-RS voltou um pouco mais ligado, buscando ampliar a vantagem. Os gaúchos dominaram a marcação no meio de campo, tanto que aos 11 minutos Washington recebeu em profundidade e mandou uma bomba com a perna esquerda. Ela foi direto para fora, mas assustou o goleiro Felipe Alves.

O Oeste arriscou em algumas oportunidades, buscando pelo menos o empate em Pelotas, mas sofreu para bater Eduardo Martini. As principais investidas saiam de bolas alçadas na grande área ou em arremates de longa distância, mas ambos sem efeitos.

Aos 52 minutos, Danielzinho tentou um cruzamento pela direita, Crysan escorou de cabeça e ela caiu nos pés de Marcus Vinícius, que só completou para o fundo das redes. Festa paulista. Empate com sensação de vitória.

FICHA TÉCNICA

BRASIL-RS 1 x 1 OESTE

BRASIL-RS - Eduardo Martini; Weldinho, Cirilo, Teco e Marlon; Washington; Leandro Leite, Diogo Oliveira (Marcos Paraná) e Nem (Marcão); Felipe Garcia e Jonatas Belusso (Nathan). Técnico: Rogério Zimmermann.

OESTE - Felipe Alves; Francis (Wesley), Bruno Silva (Mike) e Betinho; Léo Artur, André Castro, Pedro Carmona e Rodolfo; Marquinho (Danielzinho), Crysan e Marcus Vinícius. Técnico: Fernando Diniz.

GOLS - Diogo Oliveira (pênalti), aos 9 minutos do primeiro tempo; Marcus Vinícius, aos 52 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Leandro Leite e Marcos Paraná (Brasil-RS); André Castro (Oeste).

ÁRBITRO - Renan Roberto de Souza (PB).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.