Ofensa da torcida não incomoda Romário

Romário era a maior atração do jogo ente paulistas e carioca no Desafio de Beach Soccer neste domingo e ele entrou em grande estilo na arena montada na Praia da Enseada, ao som de Eyes of the Tiger. Ao contrário dos aplausos esperados, ele foi recebido com o coro de "eiro, eiro, eiro Romário pipoqueiro". E foi perseguido pelos torcedores o tempo todo, principalmente depois que deu a resposta: marcou o gol da vitória quando faltavam apenas 16 segundos para terminar o jogo que estava empatado em quatro gols. "Não foi a primeira vez e nem será a última", disse ele a respeito da hostilidade dos torcedores, entendendo que eles eram paulistas, enquanto ele estava defendendo o Rio de Janeiro.Ressaltou, porém, que tem certeza de que "no fundo do coração eles têm um carinho especial por mim, por tudo que fiz no futebol, assim como eu tenho um grande carinho por eles, a quem agradeço pelo tudo que sou". Romário foi um jogador mais que discreto durante todo o jogo, mas antes mesmo de começar a partida ele já tinha tomado uma atitude importante no jogo: tirou Benjamim - que marcou dois gols - do time paulista e passou o jogador para sua equipe. No primeiro tempo, jogou menos de dez minutos, chutou três bolas a gol e uma delas foi parar fora da arena. No segundo, quase não apareceu, a não ser quando discutiu com o juiz e levou cartão amarelo.Na terceira etapa passou o tempo todo com as mãos na cintura. Até quando faltavam 16 segundos para acabar a partida e ele chutou cruzado da direita para marcar o gol da vitória dos cariocas. Esse lance deixou os torcedores mais irritados ainda com Romário, que era xingado enquanto a rede de proteção era pressionada por eles.Até o último minuto, os paulistas sempre estiveram na frente, mas faltando 40 segundos para o jogo acabar, Júnior Negão marcou o quarto gol carioca e empatou a partida, para logo depois Romário garantir a vitória. Os gols dos paulistas foram marcados por Chumbinho, Juninho, Buru e Paulo Ricardo. Pelos cariocas marcaram Benjamim (duas vezes), Bueno, Júnior Negão e Romário. Com essa vitória, os cariocas estão à frente dos paulistas no Desafio de Beach Soccer: ganharam cinco vezes a competição, contra quatro dos paulistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.