Albert Gea/Reuters
Albert Gea/Reuters

'Ofuscado', Cristiano se torna 2º maior goleador da história do Real

Português ultrapassou a 'lenda' Di Stéfano após gols neste domingo

O Estado de S. Paulo

18 de maio de 2015 | 11h39

'Ofuscado' pelo título espanhol do arquirrival Barcelona, o Real Madrid goleou o Espanyol, neste domingo, pela penúltima rodada da Liga, por 4 a 1. Como de costume, Cristiano Ronaldo brilhou e anotou mais um hat-trick com a camisa merengue. Se o resultado não valeu para manter a equipe viva na briga pelo título, pelo menos o português tem o que comemorar: ele se tornou o 2º maior artilheiro da história do Real Madrid, com 310 gols, ultrapassando ninguém menos que Alfredo Di Stéfano, que soma 307.

Desta forma, faltam apenas 13 gols para Cristiano ultrapassar Raúl González, maior goleador da história do clube, com 323 tentos marcados nos 16 anos em que defendeu a equipe (entre 1994 e 2010). Cristiano Ronaldo precisou de apenas 6 anos (entre 2009 e 2015) para ultrapassar Di Stéfano, tido como o maior jogador da história do clube, que defendeu a cor do Real Madrid por 11 anos: entre 1953 e 1964.

Enquanto Di Stéfano precisou de 396 jogos para chegar à marca de 307 gols, Cristiano precisou de apenas 298, quando igualou a marca ao marcar contra a Juventus, no Bernabéu, pelas semifinais da Liga dos Campeões. Após o resultado deste domingo, o craque português já soma 310 gols em 299 jogos oficiais vestindo a camisa do Real Madrid, com um média impressionante de 1,03 gol por partida.

Enquanto isso, o maior artilheiro da história da equipe, Raúl, precisou de 741 jogos para marcar 323 gols, conseguindo uma média de 0,43 gol por jogo. Desta forma, percebe-se a diferença colossal entre as médias de Raúl e Ronaldo: a do português ultrapassa o dobro da marca do ídolo espanhol. Caso mantenha a média e iguale o número de jogos de Raúl, Cristiano Ronaldo chegaria à marca impressionante de 763 gols com a camisa do Real Madrid.

Cristiano Ronaldo é o atual artilheiro do Campeonato Espanhol, com absurdos 45 gols marcados em 37 rodadas. Desta forma, no próximo jogo, ele pode quebrar a própria marca e se tornar o maior goleador merengue em apenas uma edição do Campeonato Espanhol: na temporada 2011/12, ele marcou 46 vezes na Liga. Messi, que ocupa a 2ª posição na tabela de artilheiros deste ano, soma 41 tentos.

Dentre os maiores artilheiros da história do Real Madrid, Cristiano Ronaldo é o que possui a melhor média. Desta forma, torna-se apenas questão de tempo para o 'Gajo' virar o maior artilheiro da história do clube: faltam apenas 13 gols. Caso a média do português se mantenha, ele deve alcançar a marca histórica nos próximos 12 ou 13 jogos.

CONFIRA OS NÚMEROS DO PORTUGUÊS

1. Raúl González - 323 gols - 741 jogos - média de 0,43 gol por jogo

2. Cristiano Ronaldo - 310 gols - 299 jogos - média de 1,03 gol por jogo

3. Alfredo Di Stéfano - 307 gols - 393 jogos - média de 0,77 gol por jogo

4. Carlos Santillana - 290 gols - 643 jogos - média de 0,45 gol por jogo

5. Ferenc Puskás - 242 gols - 261 jogos - média de 0,93 gol por jogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.