Diego Haliasz/Divulgação
Diego Haliasz/Divulgação

Veja como está seu time para a fase de oitavas da Libertadores da América

'Estado' faz a análise dos oito confrontos que abrem o mata-mata da competição continental; etapa tem cinco brasileiros: Palmeiras, Grêmio, Cruzeiro, Atlhetico-PR e Flamengo

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

23 de julho de 2019 | 12h06

As oitavas de final da Copa Libertadores começam nesta terça-feira após 75 dias de espera. O torneio foi interrompido durante a disputa da Copa América no Brasil, tempo suficiente para os times se reforçarem, trocarem de técnico e se prepararem para a reta decisiva. O Estado analisou cada um dos oito confrontos e apresenta as apostas de cada uma das 16 equipes participantes. Há cinco brasileiros no páreo. São eles: Flamengo, Palmeiras, Grêmio, Cruzeiro e Athletico-PR. Os jogos nesta etapa são de ida e volta.

River Plate x Cruzeiro

Os argentinos, atuais campeões do torneio, devem protagonizar contra o time mineiro o confronto mais equilibrado das oitavas de final. O River Plate manteve a base do elenco ganhador da última Libertadores e teve como baixa recente somente a saída do meia uruguaio Mayada. Apesar da invencibilidade na fase de grupos, os argentinos empataram quatro dos seis jogos e ainda não convenceram. O técnico é o experiente Marcelo Gallardo. 

O Cruzeiro, bicampeão da Copa do Brasil, vive momento irregular no Campeonato Brasileiro, mas confia na experiência em jogos eliminatórios. O time do técnico Mano Menezes é entrosado, acaba de se classificar para a semifinal da Copa do Brasil e tenta uma revanche. Em 2015, a equipe mineira foi eliminada pelo River Plate nas quartas de final da Libertadores. Mano Menezes "abandonou" o Brasileirão para tentar os títulos da Copa do Brasil e Libertadores. Está na semifinal da Copa do Brasil.   

Godoy Cruz x Palmeiras

Os azarões argentinos tentam chegar pela primeira vez na história às quartas de final do torneio. O Godoy Cruz perdeu quatro titulares durante a última janela de transferência no meio do ano e vai apostar em um estilo de jogo de muita marcação, mesmo em casa. A principal esperança para o confronto será nos gols do uruguaio Santiago García, principal artilheiro da equipe. Peça por peça, não faz frente ao Palmeiras. A primeira partida é em sua casa.  

O Palmeiras vai para o mata-mata com o prestígio de ter feito a melhor campanha da fase de grupos da Libertadores. No entanto, o time do técnico Luiz Felipe Scolari vem de duas derrotas seguidas na temporada e sofre com uma queda de rendimento após a Copa América. O elenco trouxe como principal reforço para o mata-mata da Libertadores o meia Ramires, ex-Chelsea, e conta com a volta do atacante Willian, recuperado de lesão. O Palmeiras foi eliminado da Copa do Brasil diante do Inter e vou sua 'gordura' na liderança do Brasileirão acabar - o Santos tem o mesmo número de pontos, 26. Há 20 anos, o Palmeiras festejava sua única Libertadores da América. Também era comandado por Felipão.

Emelec x Flamengo

A equipe do Emelec é a dona da pior campanha na fase de grupos entre todos os 16 classificados para o mata-mata da competição. Os equatorianos só se classificaram na última rodada após bater o Cruzeiro, e agora sonham em surpreender o Flamengo. Sem grandes estrelas, o elenco fez poucas contratações na última janela e depende dos gols do atacante Brayan Angulo. Teoricamente, não é um rival a fazer frente ao Flamengo.

O Flamengo, fortalecido pelo poder financeiro, passou para as oitavas de final depois de terminar a fase anterior como líder do Grupo D. O time conta com o começo de trabalho do técnico português Jorge Jesus para se dar bem na Libertadores. A novidade para a fase decisiva é a presença do lateral-direito Rafinha, trazido do Bayern de Munique, da Alemanha. O Flamengo acaba de contratar o lateral-esquerdo Filipe Luís. O time, assim com o Palmeiras, caiu na Copa do Brasil, mas ocupa posição de cima na tabela do Brasileirão. Ganhar um torneio internacional é um dos seus grandes sonhos.

LDU x Olimpia

Invictos dentre de casa nesta temporada, a LDU de Quito conta com o retorno do meia Antonio Valencia para o mata-mata. Os ex-jogador do Manchester United é o destaque de um time entrosado e que confia na altitude de quase 3 mil metros da capital equatoriana para fazer bons resultados. Já o Olimpia, do Paraguai, abre as oitavas de final desfalcado por nomes importantes, como o machucado Mendieta, meia com passagem pelo Palmeiras.

Athletico-PR x Boca Juniors

Em uma repetição do confronto da fase de grupos, as equipes voltam a se enfrentar pelo mata-mata. Na etapa anterior, em Curitiba, deu vitória do Athletico por 3 a 0, mas na Argentina o Boca Juniors ganhou por 2 a 1 e confirmou a classificação em primeiro lugar. O time paranaense conta com os gols de Marco Ruben e o bom aproveitamento como mandante para se classificar.

O tradicional Boca Juniors, sempre forte quando joga dentro do estádio La Bombonera, tem a experiência das seis conquistas do torneio, além de ter sido vice no ano passado - perdeu para o River naquele jogo em Madrid.. A equipe se reforçou durante a parada do calendário com as vindas do atacante venezuelano Hurtado e as contratações de dois meias argentinos, Macallister e Sálvio. Não é bom negócio para ninguém na Libertadores deixar o time crescer na competição.

Nacional (URU) x Inter

As duas equipes prometem fazer um confronto equilibrado nas oitavas. Os uruguaios fizeram 13 pontos dos 18 possíveis na fase de grupos e têm um elenco experiente, com jogadores como o lateral Alvaro Pereira, de 33 anos, e o atacante argentino Gonzalo Bergessio, de 34 anos. A equipe superou na fase de grupos o Atlético-MG, com vitórias tanto em Montevidéu quanto no Mineirão.

O Inter, do técnico Odair Hellmann, está fortalecido depois da classificação para a semifinal da Copa do Brasil. O elenco conta com a presença de estrangeiros como o argentino Cuesta e do uruguaio Nico López (revelado pelo próprio Nacional). Invicto no torneio, o time de Porto Alegre tem como destaque o goleador peruano Paolo Guerrero.  

Grêmio x Libertad

Tricampeão do torneio e experiente em competições desse tipo, o Grêmio reencontra nas oitavas um rival já conhecido. O Libertad também foi adversário na etapa de grupos, em confrontos com vitórias só dos visitantes. O técnico Renato Gaúcho confia na ascensão do atacante Everton, destaque da seleção brasileira na conquista da última Copa América.

A equipe paraguaia se sustenta na experiência. O goleiro é Martin Silva, ex-Vasco, na defesa, o lateral Piris, com passagem pelo São Paulo, joga ao lado de Paulo da Silva, veterano de 39 anos. O setor ofensivo ainda conta com jogadores conhecidos: Macnelly Torres, Cristian Riveros e Oscar Cardozo são os destaques.  

San Lorenzo x Cerro Porteño

No confronto entre times de uniformes idênticos (azul e grená), outra coincidência está na mudança de comando. As duas equipes aproveitaram a parada da Copa América para trocar de técnico. Os paraguaios do Cerro trouxeram Miguel Angel Russo, argentino de 63 anos e campeão da Libertadores de 2007 pelo Boca. Já o time argentino contratou Juan Antonio Pizzi, que recentemente dirigiu a seleção da Arábia Saudita.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.