Olaria vence o Fluminense por 3 a 2

Em jogo de baixa qualidade técnica, o Fluminense perdeu para o Olaria por 3 a 2, neste sábado à tarde, na estréia das duas equipes no returno do Campeonato Carioca. A partida foi disputada no Estádio Giulite Coutinho, na Baixada Fluminense, e teve de ser interrompida mais de uma vez por causa do comportamento de alguns tricolores: dois deles invadiram o gramado e outros tantos atiraram vários objetos nos jogadores do Olaria.O Fluminense desperdiçou duas grandes oportunidades na primeira etapa, com Magno Alves e Agnaldo. O goleiro do Olaria, Wellerson, destacou-se nessa fase: evitou o gol pelo menos três vezes. O Tricolor errava muitos passes e parecia afobado. Aos poucos, a torcida foi ficando impaciente e o Olaria tentou aproveitar-se da instabilidade do adversário. Boiadeiro esteve por marcar diante de Murilo, após passe de Renato, mas chutou a bola para fora.Logo no início do segundo tempo, Boiadeiro fez, novamente, boa jogada pela direita e chutou cruzado. Murilo rebateu e Marco Aurélio completou: Olaria 1 a 0. O Fluminense reagiu aos 13: Magno Alves sofreu pênalti de Dida, bem cobrado por Agnaldo. O empate deu ânimo aos tricolores, ainda mais após a expulsão de Williams, por reclamação, após o gol de Agnaldo. Mas, quando o Fluminense mais atacava em busca da virada, Daniel, de cabeça, fez 2 a 1 para o Olaria.Com a desvantagem, a torcida do Fluminense se descontrolou e promoveu baderna. Aos 32, porém, Marco Brito aproveitou rebote de Wellerson, empatou o jogo e acalmou um pouco os torcedores mais exaltados. Só que aos 47 Boiadeiro fez o terceiro gol do Olaria e a crise voltou ao Tricolor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.