Geoff Caddick/AFP
Geoff Caddick/AFP

Ole Solskjaer confia em virada do Manchester United contra o PSG

Após perder por 2 a 0 em casa, equipe inglesa, que terá dez desfalques, tenta reverter em Paris

Redação, Estadão Conteúdo

05 de março de 2019 | 15h40

O técnico do Manchester United, Ole Solskjaer, reconheceu a dificuldade de seus comandados em reverter a desvantagem contra o Paris Saint-Germain e conseguir a classificação às quartas de finais da Liga dos Campeões, mas disse confiar na capacidade de seu time diante do cenário adverso.

Depois de perder por 2 a 0 em Manchester há três semanas, o United precisa fazer três gols e não levar nenhum do PSG para avançar na competição. O duelo será na casa do time francês, o Parque dos Príncipes, em Paris, nesta quarta-feira, às 17 horas (de Brasília).

"É uma tarefa difícil, mas podemos fazer isso", ressaltou o treinador em entrevista coletiva nesta terça-feira. "Precisamos conseguir o primeiro gol e então temos de ficar no jogo, porque tudo pode acontecer. Precisamos de um bom plano e de uma boa performance", completou.

A missão tem um grau alto de dificuldade pois o Manchester United jogará desfalcado de vários de seus principais jogadores e estará longe de sua torcida. Um dos desfalques é Alexis Sánchez, que segundo confirmou Solskjaer, ficará fora de quatro a seis semanas. "Foi uma lesão grave no joelho, então ele pode ficar fora de quatro a seis semanas. Espero que ele se recupere rapidamente", disse o treinador norueguês.

Anthony Martial, Jesse Lingard, Juan Mata, Ander Herrera também compõem a lista de desfalques por lesão e Paul Pogba cumprirá suspensão por ter sido expulso no primeiro jogo, na Inglaterra.

Com tantas ausências, a lista de relacionados divulgada pelo clube é marcada por novidades. São jovens destaques das categorias de base como Brandon Williams, James Garner e Mason Greenwood, todos formados no clube e que podem ganhar uma chance até entre os titulares. Phil Jones, Antonio Valencia, Matic e Matteo Darmian são outras ausência da relação.

Para dar o troco no rival francês e levar o United às quartas de final da competição que a equipe venceu pela última vez na temporada 2008/2009, Solskjaer se espelha nos bons resultados que seus comandados conquistaram nesta temporada no Campeonato Inglês fora de casa diante de rivais importantes.

"Os jogadores foram fantásticos longe de casa. "Nós vencemos o Arsenal, o Chelsea e o Tottenham fora de casa, o que nos dá a crença de que podemos fazer isso também (contra o PSG)".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.