Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Olimpia acerta contratação do zagueiro Gamarra

O Campeonato Paraguaio está paralisado para as festas de Final de Ano, mas isto não impediu o Olimpia de conquistar uma importante vitória, apesar de não ter somado pontos na classificação, sobre o arqui-rival Cerro Porteño. O clube acertou a contratação do veterano zagueiro Gamarra, de 37 anos, que estava jogando na Grécia e estava no meio de uma batalha contratual entre os dois principais clubes do país.Gamarra começou nas categorias de base do Cerro Porteño, passou pelo Independiente, da Argentina, antes de chegar ao seu primeiro clube no Brasil, o Internacional. Mais tarde, depois de uma breve passagem pelo Benfica (POR), ele foi contratado pelo Corinthians entre 1998 e 99, conquistando um Campeonato Brasileiro e um Paulista.Também em 1998, sem cometer uma falta sequer, Gamarra ajudou a seleção paraguaia a chegar nas oitavas-de-final da Copa do Mundo, quando foi derrotada pela França na prorrogação. O jogador foi considerado o melhor zagueiro do mundo naquele ano.Após sua saída do Corinthians, o zagueiro iniciou um périplo por vários clubes: Atlético de Madrid, Flamengo, AEK (Grécia) e Inter de Milão, antes de voltar pela última vez ao Brasil, em 2005, no Palmeiras.Depois de sua fraca participação na Copa do Mundo da Alemanha, Gamarra foi dispensado pelo Palmeiras e foi jogar por alguns meses no Ethnikos Pireaus, da segunda divisão grega. Ele ameaçou encerrar a carreira se não acertasse com algum clube tradicional. Em outubro, num amistoso contra a Austrália, ele fez sua última partida pela seleção do Paraguai, pela qual é o recordista de atuações, com 110 jogos.No Olimpia, Gamarra poderá reencontrar um companheiro de seleção, o ex-atacante José Cardozo, que disputou com ele as Copas de 1998 e 2002 e hoje é o técnico do clube.

Agencia Estado,

06 de janeiro de 2007 | 15h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.