Olimpia é campeão da Libertadores

Nos pênaltis, o Olimpia conquistou o título da Copa Libertadores da América. Depois de derrotar o São Caetano no tempo normal por 2 a 1, de virada, nesta quarta-feira, no Pacaembu, a equipe paraguaia ganhou por 4 a 2 nas penalidades e conquistou o tricampeonato na competição sul-americana. O São Caetano entrou em campo com toda a vantagem, depois de ter vencido por 1 a 0 no primeiro jogo, em Assunção, no Paraguai. Além disso, saiu na frente, com o gol de Aílton, aos 32 minutos do primeiro tempo. Mas o Olimpia virou com Cordoba e Báez, aos 4 e aos 12 da segunda etapa, e levou a decisão do título para os pênaltis. Nos pênaltis, os volantes Marlon e Serginho erraram suas cobranças para o São Caetano, enquanto os paraguaios não desperdiçaram nenhum, garantindo mais um título da Libertadores, justamente no ano do centenário do Olimpia. Dessa maneira, ainda não foi desta vez que o São Caetano conseguiu conquistar um título importante em seus 12 anos de história. Mais uma vez ficará marcado como vice-campeão. Tinha tudo para acabar com esse rótulo, mas ?pipocou? e deixou escapar a Copa Libertadores, decepcionando os quase 40 mil torcedores que foram ao Pacaembu.O time do ABC disputou o terceiro título em menos de dois anos. Fez a final da Copa João Havelange com o Vasco, em 2000, e a do Brasileiro contra o Atlético-PR, em 2001. Perdeu ambas. O sonho de disputar o Mundial, no Japão, foi adiado. O Olimpia, que comemorou 100 anos de vida há uma semana, conquistou pela terceira vez a Libertadores em sua história e enfrentará o Real Madrid, da Espanha, no fim do ano, em Yokohama, pelo Mundial Interclubes. Para voltar a participar da competição sul-americana em 2003, o São Caetano terá de chegar à final do Campeonato Brasileiro. O São Caetano comemorou demais antes da hora, depois de ter derrotado o Olimpia por 1 a 0, há uma semana, em Assunção. Esqueceu que haveria mais um jogo para definir o campeão de 2002. Parece ter entrado em campo com a certeza do título e pagou caro por isso. Perdido, o time foi dominado pelos paraguaios nos primeiros 20 minutos. Isasi, em cobrança de falta, e Baez, de cabeça, quase abriram o placar. Faltou pouco para a bola entrar.Aos poucos, a equipe do ABC equilibrou a partida, mesmo mostrando nível bem inferior ao apresentado nos últimos jogos. Aos 32 minutos, Aílton fez ótima jogada, tocou para Somália, que devolveu com muita categoria. Aílton finalizou com eficiência na saída de Tavarelli: 1 a 0. Mesmo assim, o Azulão continuava nervoso. Antes do intervalo, o técnico Jair Picerni xingou um jogador adversário e acabou expulso pelo árbitro colombiano Oscar Ruiz.Na segunda etapa, o São Caetano entrou ainda mais ?anestesiado? do que no início do jogo. E o Olimpia não teve muito trabalho para virar o placar. Logo aos 4 minutos, Córdoba chutou cruzado, numa jogada que parecia despretensiosa. O goleiro Sílvio Luiz, porém, não conseguiu evitar o gol. Aos 12, Baez cabeceou e fez 2 a 1. No fim, os dois times preferiram arriscar pouco e deixar que a decisão fosse para os pênaltis. Aí, a equipe paraguaia levou a melhor e ficou com o título.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.