Olimpia promete "mostrar os dentes"

O Olímpia garante que vai respeitar o São Caetano, mas entrará em campo amanhã, para o primeiro jogo decisivo da Libertadores, com todas as armas para garantir uma comemoração de centenário digna de um time que se autodenomina "Rei das Copas". "Temos de aproveitar que jogamos em casa e mostrar os dentes assim que a bola comece a rolar", diz o técnico do time paraguaio, o ex-goleiro da seleção argentina Nery Pumpido. O treinador não esconde que vai adotar um futebol ofensivo. "Não vamos inventar: este tipo de compromisso se joga para ganhar e golear." A única mudança na escalação será a substiuição de Quintana, expulso na partida contra o Grêmio, por Franco no meio-de-campo. O atacante Miguel Benítez, recém-recuperado de uma contusão no joelho, é a principal esperança da equipe ao lado do volante Orteman. Os jogadores do Olímpia prometem uma marcação especial no atacante Somália e conta com um reforço brasileiro: o lateral Henrique. A fama de "Rei das Copas" do time paraguaio vem das duas conquistas da Taça Libertadores, uma do Mundial de Clubes, mais uma Interamericana, uma Recopa, uma Supercopa e 37 títulos nacionais. "Olímpia é um clube de tradição e história e que vai voltar a levantar bandeiras de vitória", afirma o volante Enciso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.