Olímpico de Roma recebe 4.ª final da Liga dos Campeões

O tradicional Estádio Olímpico de Roma se prepara para receber a sua quarta final de Liga dos Campeões, que este ano terá Barcelona e Manchester United. Este será mais um jogo importante na história do estádio, que já foi palco de partidas da Copa do Mundo de 1990 - incluindo a decisão.

EFE

26 de maio de 2009 | 16h29

Veja também:

link

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O Olímpico sediou sua primeira final da Liga em 1977, quando o Liverpool venceu o Borussia Mönchengladbach por 3 a 1. O duelo reuniu grandes estrelas do futebol, como Kevin Keegan, na equipe inglesa, além de Berti Vogts e Jupp Heynckes, no time alemão.

O triunfo também marcou o início de uma sequência de seis conquistas inglesas seguidas no principal torneio europeu. O Liverpool venceu as edições de 1978 e 1981, enquanto o Nottingham Forrest foi bi em 1979 e 1980. Já o Aston Villa levantou a taça em 1982.

A capital italiana voltou a receber a decisão da Liga em 1984, quando o Liverpool encarou a Roma dos brasileiros Paulo Roberto Falcão e Toninho Cerezo.

A partida terminou empatada em 1 a 1, mas os ingleses frustraram a torcida local ao vencerem nos pênaltis. O goleiro Bruce Grobbelaar brilhou nas cobranças.

O estádio passou por uma grande reforma para receber jogos da Copa do Mundo de 1990. No torneio, o Olímpico foi a casa da seleção local na primeira fase, além de ser palco da final entre Alemanha e Argentina. Os comandados de Franz Beckenbauer venceram por 1 a 0.

Só em 1996 o local voltou a receber uma final da Liga. Desta vez, entre Ajax e Juventus, e novamente uma equipe italiana saiu derrotada nos pênaltis. Curiosamente, o goleiro do time de Amsterdã era um jovem Edwin van der Sar, hoje titular do Manchester United.

Inaugurado no final dos anos 30, o estádio foi reformulado para receber os Jogos Olímpicos de 1960, e passou a ter capacidade para 54 mil espectadores. Além disso, foi recebeu o nome que usa até hoje.

Atualmente, o Olímpico pode receber 72 mil pessoas e é casa de Roma e Lazio, os dois principais clubes da capital.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.