Oliver Kahn é suspenso por atirar urina do exame antidoping

O goleiro alemão Oliver Kahn, do Bayern de Munique, foi punido pela Uefa por ter atirado uma prova de urina durante um exame antidoping e, conseqüentemente, molhado alguns documentos, informou neste sábado o jornal alemão Bild.O jogador teria feito isto após ter perdido a paciência com os requerimentos do médico responsável pelo exame, realizado após a partida contra o Real Madrid pela Liga dos Campeões.De acordo com o jornal, que publica declarações do médico Franz Krösslhuber, Kahn foi punido por um jogo pela Uefa por causa de seu comportamento indevido, fruto de um ataque de raiva do jogador.Naquela oportunidade, Kahn entregou seu teste uma hora e meia depois do final do confronto com o Real, mas o médico não o aceitou, pois não viu o jogador urinar e o obrigou a repeti-lo.Foi então que o goleiro explodiu, insultando o médico, atirando o teste em alguns papéis, manchando os documentos do médico. O Bayern de Munique decidirá a próxima semana se apresenta um recurso contra a punição de uma partida apresentada pela Uefa. Kahn admitiu depois que agiu de forma errada e pediu desculpas ao médico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.