Divulgação
Divulgação

Olympiacos multa brasileiro e outros dois atletas por presença em festa na Grécia

Segundo o clube, dinheiro arrecadado da punição aos atletas será doado para o serviço nacional de saúde do país

Redação, Estadão Conteúdo

09 de novembro de 2020 | 12h16

O Olympiacos anunciou nesta segunda-feira que vai multar três jogadores de seu elenco por eles terem participado de uma festa na noite do domingo, ignorando as medidas restritivas na Grécia em razão do novo coronavírus. Furaram o isolamento social e a regra de distanciamento entre as pessoas. O atacante brasileiro Bruno Felipe está entre os atletas punidos.

Além de Bruno Felipe, o zagueiro português Rúben Semedo e o meio-campista sérvio Lazar Randelovic também estavam na festinha. Segundo o clube grego, eles serão multados na "quantia máxima" permitida pelo regulamento da Olympiacos e o dinheiro será doado ao serviço de nacional de saúde do país. O valor não foi divulgado. Os três são estrangeiros.

Os jogadores, informou o clube, estavam entre um grupo de cerca de 30 pessoas que participaram de um evento privado em um hotel no centro de Atenas na noite de domingo, violando o lockdown de três semanas imposto na Grécia desde sábado e que proíbe aglomerações no país. "Não respeitar as limitações impostas à nossa equipe por este motivo é inaceitável", afirmou o clube, em nota, que pediu para os atletas se desculparem pela conduta.

A polícia local informou que uma mulher de 24 anos foi presa por organizar o evento e multada em 3 mil euros (R$ 18 mil). Os participantes da festa também foram punidos e terão de pagar 300 euros (R$ 1.800) por não terem usado a máscara de proteção contra a covid-19.

O porta-voz do governo, Stelios Petsas, ressaltou que a festa é um exemplo de "comportamento irresponsável" em um momento em que a Grécia continua a registrar aumento nos casos de coronavírus. O Olympiacos não informou se, além da multa, os jogadores serão afastados por um ou mais jogos. O time grego receberá o Manchester City em duelo da quarta rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, marcado para o dia 25 deste mês. Os jogadores não se pronunciaram.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolcoronavírusOlympiacos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.