Denny Cesare
Denny Cesare

Operação Cartão Vermelho prende seis torcedores na região de Campinas

Polícia investiga suspeitos de terem participado de uma briga em julho

Rene Moreira, Especial para o Estado, Estadão Conteúdo

26 de setembro de 2016 | 18h01

A Polícia Civil prendeu seis torcedores da Ponte Preta e do São Paulo nesta segunda-feira. O motivo foi uma briga entre as duas torcidas em julho deste ano, após um jogo entre os dois times pelo Campeonato Brasileiro de Futebol sub-20. Os acusados foram identificados posteriormente, através de imagens de vídeo, e tiveram a prisão decretada agora, sendo presos na operação "Cartão Vermelho". Policiais também cumpriram mandados de busca e apreensão durante a ação, realizada nos municípios de Campinas (SP), Amparo (SP) e Hortolândia (SP).

Segundo as investigações, mais de 50 torcedores participaram do confronto, alguns usando pedaços de pau e canos de ferro. A confusão causou pânico nas ruas e apavorou os moradores da região do Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Vídeos postados na internet mostram a violência dos torcedores e o desespero de quem passava pelas ruas naquele momento. Um torcedor de 19 anos da Ponte Preta foi espancado violentamente na ocasião e sofreu fraturas, sendo a agressão registrada por câmeras de segurança de um comércio.

Os envolvidos foram citados pelos crimes de tentativa de homicídio e associação criminosa, além da prática de tumulto, prevista no Estatuto do Torcedor. No total foram denunciados 13 torcedores, mas somente seis tiveram a prisão autorizada pela Justiça. Durante a operação foram apreendidos celulares, computadores, camisas de torcida uniformizada, faixas, barras de ferro e até um revólver. O delegado Hamilton Caviolla Filho contou que todo esse material passará por perícia. "Eles não podem ser considerados torcedores, mas sim criminosos", falou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.