Reuters/Lee Smith
Reuters/Lee Smith

Operação policial faz prisões entre dirigentes de clubes ingleses e na França

Suspeita é de fraude na venda e compra de jogadores

Jamil Chade, correspondente na Suíça, O Estado de S.Paulo

26 de abril de 2017 | 08h29

Uma operação policial no Reino Unido e França prendeu na manhã desta quarta-feira dirigentes do Newcastle United e West Ham United, alvos de investigação de fraude. Os escritórios dos dois clubes, foram alvos de mandados de busca e apreensão. 

De acordo com as autoridades inglesas, pelo menos 180 policiais fazem parte da operação que tem como alvo o mundo do futebol e principalmente transferências de jogadores. As suspeitas apontam para um desvio de cerca de 5 milhões de libras esterlinas (R$ 20 milhões). 

Computadores, celulares, extratos bancários e documentos dos clubes e de outros atores do futebol foram confiscados nesta manhã em diversas cidades do Reino Unido e da França. 

Num comunicado, o West Ham United se limitou a dizer que está "colaborando plenamente com as investigações". Entre os detidos está o diretor-gerente do Newcastle, Lee Charnley. 

De acordo com as autoridades, a polícia francesa "também está colaborando e fez várias prisões em diversos locais que foram alvos de busca na França". "A investigação criminal manda uma mensagem clara que, seja quem você for, se uma fraude fiscal é cometida, consequências serão geradas", alertou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.