Opinião de craques: ex-jogadores falam sobre o clássico do Pacaembu

Tupãzinho, Wladimir, Zenon, Clodoaldo, Pepe e Edu contam o que esperam de Corinthians e Santos desta noite

estadão.com.br

20 de junho de 2012 | 10h51

SÃO PAULO - O estadão.com.br ouviu opiniões de seis ex-jogadores, três do Corinthians e três do Santos, sobre o clássico desta noite no Pacaembu, que vale vaga para a final da Libertadores. Todos eles foram categóricos ao dizer que não será um jogo fácil nem para Corinthians nem para Santos. A maioria acredita, porém, que o fato de jogar no Pacaembu é importante para o time de Tite. Todos também sabem que o Corinthians, em busca de sua sua primeira final de Libertadores, sofrerá mais pressão. Veja o que eles disseram:

Tupãzinho, ex-meia do Corinthians

“Vai ser um jogo muito difícil, mas o Corinthians se classifica. Acho que o placar vai ser 1 a 1. O Tite conseguiu fazer com que o time marque desde a saída de bola do adversário, o que facilita o trabalho da defesa. Apesar de ainda não ter jogado tão bem, acho que o Alex pode ser um dos destaques do jogo.”

Wladimir, ex-lateral do Corinthians

“O Tite tem um time muito coeso, eficiente demais na marcação. Todos os jogadores se dedicam demais na função de bloquear o avanço do adversário. Na minha época, cada jogo era uma decisão para buscar um título e sair do jejum de 23 anos. Hoje, a vontade é a mesma para ganhar a primeira Libertadores.”

Zenon, ex-meia do Corinthians

“O Corinthians está com a faca e o queijo na mão. Não depende de ninguém, apenas dele para alcançar a decisão do torneio que tanto almeja. Obteve uma vantagem muito boa na primeira partida. Se o time do Tite repetir a atuação da Vila Belmiro, vai para a final. Para isso, terá de ser forte mais uma vez na marcação. Mas não será fácil.”

Clodoaldo, ex-volante do Santos

“Vai ser interessante ver como Muricy e Tite vão trabalhar o emocional dos jogadores. A pressão sobre o Corinthians vai ser muito grande, pois o clube precisa muito desta conquista da Libertadores. Se o Muricy souber usar isso, acho que o Santos entra com vantagem para ficar com a vaga na final. Vai ser um jogo tenso.”

Pepe, ex-atacante do Santos

“Estou sentindo a torcida do Santos muito confiante. Acho que o Neymar, que é um jogador fantástico, poderá ser decisivo dessa vez. Mas não acredito em uma pressão maior para o Corinthians do que o próprio jogo exige. Os comentários pré-jogo são deixados no vestiário, não entram em campo.”

Edu, ex-atacante do Santos

“A vitória do Corinthians na Vila me surpreendeu, mas não significa que esteja tudo definido. Do mesmo jeito que o Corinthians ganhou fora, o Santos pode ganhar no Pacaembu. O estádio vai estar lotado e a pressão vai estar toda em cima do Corinthians por ainda não ter conquistado um título de Libertadores."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.