Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Oportunista, Alexandre Pato marca gols em todas as suas estreias

Nesta quarta-feira, atacante deve fazer sua primeira partida com a camisa do São Paulo

O Estado de S. Paulo

11 de março de 2014 | 12h54

SÃO PAULO - Promessa das categorias de base do Internacional, o atacante Alexandre Pato tem um histórico positivo em estreias. Em 2006, ainda com 17 anos, já se criava bastante expectativa acerca do futuro do jogador. No dia 26 de novembro do mesmo ano, Pato foi escalado por Abel Braga para figurar a equipe que enfrentaria o Palmeiras, no Parque Antártica, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro.

Logo no primeiro minuto de jogo, após tabelar com Fernandão, o garoto marcou gol-relâmpago, o seu primeiro como jogador profissional. Inspirado, o atacante ainda deu duas assistências e cabeceou uma bola na trave. Com estrutura muscular franzina, foi substituído aos 13 minutos do segundo tempo com cãimbras e dores no tornozelo. Na sequência, o Internacional, campeão da Copa Libertadores daquele ano, foi ao Japão disputar o Mundial de Clubes, e Pato quebrou o recorde que era de Pelé havia quase cinquenta anos.

Ao abrir o placar para o Internacional contra o Al-Ahly, do Egito, no primeiro jogo do torneio, Pato tornou-se o jogador mais jovem a marcar gols numa competição oficial da Fifa de todos os tempos. Na ocasião, o atacante estava com 17 anos e 102 dias. Pelé, que no dia 19 de junho de 1958, anotou o único gol da vitória do Brasil por 1 a 0 contra País de Gales, tinha 17 anos e 239 dias - tudo bem que Pelé já estava numa Copa do Mundo.

Contratado pelo Milan, Alexandre Pato herdou a camisa 7 do lendário atacante ucraniano Andriy Shevchenko. Em seu primeiro jogo com a camisa rossonera, em amistoso, o Milan empatou com o Dínamo de Kiev e o jovem atacante brasileiro marcou de cabeça após receber cruzamento de Bonera.

Pato permaneceu por seis temporadas no clube italiano. Em 13 de janeiro de 2008, com 18 anos, o jogador estava apto para participar de sua primeira temporada oficial. Em sua estreia, marcou o último gol na vitória do Milan por 5 a 2 contra o Napoli.

SELEÇÃO

Convocado pelo técnico Dunga para um amistoso contra a Suécia, em 26 de março de 2008, Pato entrou no segundo tempo e marcou um golaço de fora da área por cobertura, quase da linha de fundo. O Brasil venceu a partida por 1 a 0. Em janeiro de 2013, foi anunciada a transferência do jogador para o Corinthians. Em 3 de fevereiro, fez sua primeira partida com a camisa corintiana no Campeonato Paulista contra o Oeste. Entrou no lugar de Paolo Guerrero e com apenas três minutos em campo, recebeu passe de Paulinho e marcou o quinto gol da equipe alvinegra.

"Não vejo a hora de poder jogar, porque sinto que estou preparado. Claro, ainda não sei se serei titular ou entrarei no decorrer da partida, mas o meu objetivo é buscar a vitória. Quero que essa minha passagem pelo São Paulo seja vitoriosa e não vou abrir mão disso", disse Pato. O São Paulo enfrenta o CSA pela Copa do Brasil nesta quarta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.