Oposição ganha eleição presidencial do Inter e Vitorio Piffero volta

Candidato bate Marcelo Medeiros com folga, atingindo 71,75% dos 21.292 sócios que estiveram no Beira-Rio para votar, neste sábado

Estadão Conteúdo

13 de dezembro de 2014 | 19h17

Após dois mandatos marcados por títulos internacionais, entre 2007 e 2010, Vitorio Piffero é novamente o presidente do Internacional. O candidato da oposição venceu as eleições do clube, neste sábado, com 71,75% dos votos, superando com folga a candidatura encabeçada por Marcelo Medeiros, que representava a situação. Apareceram para votar 21.292 sócios, número aquém dos 30 mil esperados.

"Foi uma grande vitória da democracia do Inter. Foi uma excepcional votação. Mas quem ganha é o Inter. Quatro chapas passaram no Conselho, e esta pluralidade é muito importante para o clube. Estou muito feliz em voltar", disse Vitorio Piffero, que vai comandar o clube pelos próximos dois anos e assume imediatamente.

Junto com ele foram eleitos o 1.º vice-presidente Pedro Antônio Affatato e o 2.º vice-presidente Luiz Henrique Nuñez de Oliveira. Piffero não falou sobre reforços durante a campanha e também não quis entrar no tema após as eleições. O dirigente admite que conversou com Tite e Abel Braga para ser o técnico do time no ano que vem.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolIntereleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.