Oposição quer impedir eleição na CBF

O candidato de oposição à presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Carlos Alberto Oliveira, confirmou nesta terça-feira que vai entrar até sexta-feira com um pedido de liminar na Justiça Comum para suspender a eleição na entidade, marcada para 9 de julho. Oliveira passou o dia no Rio em contato com dirigentes de clubes e entidades, advogados e assessores. "O colégio eleitoral não representa a realidade legal. Todos os clubes filiados à CBF devem ter direito a voto", disse o candidato.O edital da eleição aponta como eleitores as 27 federações estaduais de futebol e 24 clubes, supostamente os da Série A do Campeonato Brasileiro. Mas a Lei Pelé garante que o pleito na entidade seja aberto a todos os filiados. "Vamos pedir a suspensão da eleição para que a CBF adapte seu estatuto à Lei Pelé", prosseguiu Oliveira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.