Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Oposição santista tenta votar impeachment do presidente

Oposição protocolou nesta quinta-feira o pedido de convocação do Conselho Deliberativo

SANCHES FILHO, Agência Estado

15 de agosto de 2013 | 18h57

SANTOS - Depois de fracassar na tentativa de convencer o presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro a renunciar, em razão dos seus seguidos problemas de saúde e pedidos de afastamento do cargo, a oposição do Santos protocolou nesta quinta-feira o pedido de convocação do Conselho Deliberativo do clube para votar o impeachment do dirigente. O documento teve a adesão de 97 dos 386 conselheiros.

Agora, o documento será encaminhado pelo presidente do Conselho Deliberativo, Paulo Schiff, à Comissão de Inquérito e Sindicância, para que seja verificado se o pedido se enquadra no Estatuto Social do clube. Se o parecer for favorável, ele terá 15 dias para marcar a data da assembleia que, então, colocará em discussão o pedido de impeachment de Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro.

Atualmente com 70 anos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro foi eleito presidente do Santos no final de 2009. Em dezembro de 2011, se reelegeu para mais um mandato, que tem duração de três anos. Apesar dos vários títulos conquistados na sua administração, ele vem sendo muito contestado dentro do clube nos últimos tempos, quando tem passado longos períodos afastado de licença médica - e a pressão só aumentou depois da humilhante derrota para o Barcelona por 8 a 0, em amistoso no dia 2 de agosto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.