Ordem no São Paulo é vencer Atlético-MG

O Brasiliense é página virada. Ninguém do São Paulo acredita que o time possa dar um novo vexame, como na semana passada, quando perdeu para o então lanterna do campeonato.Quarta-feira, é contra outro lanterna: o Atlético-MG. E a ordem é vencer. Jogadores como Richarlyson, que caiu com o Fortaleza em 2003, e Christian, que caiu com o Grêmio, no ano passado, lamentam a situação do Galo, mas só aceitam a vitória. ?Nós temos de ir para cima desde o início do jogo. Quando um time está para cair, a confiança do jogador diminui e se ele joga sob pressão, facilita mais para o adversário. Contra o Brasiliense, a gente fez um gol no começo, mas deixou que eles se recuperassem. Temos de aprender a lição e não cair nesse erro de novo?, diz Richarlyson. ?Eu não desejo para ninguém ficar nessa luta para não cair, mas faz parte do futebol. Tenho muitos amigos no Atlético, mas não podemos ter pena de ninguém. É preciso ter respeito e jogar para vencer. Todos somos profissionais.? Christian deve voltar ao time, mas Richarlyson, se jogar, entra na esquerda, em lugar de Júnior, que se ressente da série de 72 jogos da equipe no ano - dois, contra Corinthians e Ponte Preta foram anulados. Souza, com o terceiro cartão amarelo, está fora. Está no rodízio forçado.

Agencia Estado,

31 de outubro de 2005 | 20h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.