Clóvis Ferreira/Estadão
Clóvis Ferreira/Estadão

Organização do Paulistão nega que São Paulo foi rebaixado no Estadual de 1990

Perfil oficial do torneio diz que time do Morumbi não caiu e reacende polêmica histórica

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2021 | 14h46

A organização do Campeonato Paulista negou nesta terça0feira que o São Paulo tenha sido rebaixado na edição de 1990 do torneio. A confirmação de que o time tricolor permaneceu na elite da competição estadual veio durante um jogo de "verdade ou mentira", promovido pelo perfil oficial do Paulistão no Instagram. Na dinâmica, a página abriu uma "caixa de perguntas" para que seus mais de 210 mil seguidores pudessem enviar questionamentos sobre o que era verdade e o que era mentira na competição. 

Um deles perguntou se o São Paulo havia sido rebaixado no Campeonato Paulista de 1990, e a resposta imediata do perfil foi: "Mentira. O regulamento do Paulista de 1990 não previa rebaixamento para a chamada Divisão Especial", justificou a organização do Paulistão. 

RELEMBRE A POLÊMICA

Em 1990, o São Paulo foi eliminado na repescagem do Estadual e teve de disputar na temporada seguinte o que chamaram à época de Série B do Paulista. Wm um primeiro momento, o entendimento era de que os times que estavam na Segunda Divisão não poderiam enfrentar as equipes da Série A e somente o campeão e vice é que garantiriam o direito de jogar a Primeira Divisão em 1992.

Mas não foi isso que aconteceu. A Federação Paulista de Futebol (FPF) definiu que o Estadual teria Grupo A e Grupo B. Na primeira chave estariam os melhores do Paulista de 1990 e na segunda, os piores. 

Na sequência, foram disputados dois quadrangulares com os cinco primeiros colocados do Grupo A, mais os três melhores do Grupo B. O São Paulo, vindo do Grupo B, participou dessa fase quadrangular e garantiu vaga na final, quando bateu o Corinthians na decisão, em 1991.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.