Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Organizada do Palmeiras anuncia festa pela saída de Valdivia

'Vamos comemorar a saída de Valdivia, com churrasco e cerveja'

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

26 de junho de 2015 | 11h28

A Mancha Alviverde, principal torcida organizada do Palmeiras, anunciou, por meio de suas páginas nas redes sociais, uma festa para comemorar a saída do meia Valdivia do clube. Na última quinta-feira, o Al Wahda, dos Emirados Árabes, anunciou que tem tudo acertado com o jogador chileno e que ele passará por exames médicos e assinará contrato assim que terminar a Copa América.

A relação entre Valdivia e a organizada se desgastou em 2013, quando o jogador chileno xingou e fez gesto provocativo para os torcedores, que, irritados, foram cobrar o atleta na volta de viagem do jogo contra o Tigre, pela Libertadores, na Argentina. No meio da confusão, acabaram atingindo o goleiro Fernando Prass.

"Não percam neste sábado, a partir das 14h, na sede da torcida, o Samba da Mancha. Vamos comemorar a saída do nosso amigo Valdivia. Roda de samba com profissionais, churrasco e cerveja", diz o comunicado publicado pela organizada e convocando seus associados. E, em tom de provocação, a torcida ainda publicou uma foto do meia no carnaval.

Diferentemente de parte da torcida, os jogadores do Palmeiras lamentam a saída do meia chileno. O atacante Rafael Marques, inclusive, disse que ainda torce pela permanência do companheiro no time. "É difícil falar porque nós estamos sabendo só pela imprensa. Se ele for embora, vai fazer muita falta, mas vamos deixar para a diretoria resolver isso", afirmou o jogador. O meia temk contrato até o meio de agosto com o Palmeiras.

"Caso isso aconteça, sua saída, vamos ficar tristes, pois estamos vendo o quanto ele está trabalhando e rendendo na seleção do Chile na Copa América", completou o atacante, que chegou ao Palmeiras nesta temporada e jogou pouco com Valdivia, já que o meia disputou apenas dez partidas na temporada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.