Guilherme Amaro/Estadão
Guilherme Amaro/Estadão

Organizada do São Paulo protesta após empate com o CSA no Morumbi

Posicionados na frente do estádio, torcedores chamam time de 'amarelão' e 'sem vergonha'

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2019 | 22h10

A principal torcida organizada do São Paulo realizou um protesto em frente ao portão principal do Morumbi após o empate por 1 a 1 com o CSA, na noite deste domingo, pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O time foi chamado de "amarelão" e "sem vergonha".

Os gritos já haviam sido ouvidos durante o segundo tempo da partida, antes de o São Paulo empatar aos 41 minutos. Depois do gol de Reinaldo, as críticas viraram incentivo à equipe, que não conseguiu virar o jogo. Após o apito final, torcedores vaiaram o time.

O protesto em frente ao Morumbi foi pacífico, sem registros de confusão. Cerca de 20 policiais militares ficaram de prontidão caso houvesse alguma invasão ao estádio.

O São Paulo não vence há quatro jogos, com dois empates e duas derrotas. Com o resultado neste domingo, a equipe caiu para o sexto lugar na tabela do Campeonato Brasileiro, com 32 pontos, dez a menos do que o líder Flamengo.

O São Paulo tem apenas a disputa do Brasileirão até o fim desta temporada, depois de ter sido eliminado na Copa do Brasil e na Copa Libertadores da América, além de ter ficado com o vice no Campeonato Paulista. O próximo jogo da equipe será no sábado, às 11h, contra o Botafogo, no Engenhão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.