Divulgação
Divulgação

Organizadas do Ceará estão proibidas de assistirem a jogos em todo o País

Medida foi tomada após a morte de dois torcedores do Sport em confronto com a torcida do Fortaleza

Lauriberto Braga, O Estado de S. Paulo

18 de abril de 2013 | 13h00

FORTALEZA - A partir desta quinta-feira (18) integrantes, associados e simpatizantes de duas torcidas organizadas do Ceará estão proibidos de assistir jogos de futebol em todo o Brasil. A determinação é da Federação Cearense de Futebol (FCF) contra a Cearamor (maior torcida uniformizada do Ceará Sporting Club) e a Jovem Garra Tricolor (segunda maior torcida organizada do Fortaleza Esporte Clube). Em ordem assinada pelo presidente da FCF, Mauro Carmélio Júnior, a proibição é de 90 dias para a Jovem Garra e de 60 dias para a Cearamor.

A medida acontece depois da morte de dois torcedores da Cearamor no domingo passado em confronto com integrantes da Jovem Garra. A Jovem Garra foi punida com mais tempo porque segundo Mauro Carmélio "é reincidente". Carmélio quer com a determinação "garantir o direito de segurança do torcedor e prevenir novos episódios de violência envolvendo torcidas organizadas, bem como interromper um ciclo de revides e de vinganças entre os integrantes dessas duas torcidas".

A proibição destaca que os torcedores da Garra Tricolor e Cearamor não podem entrar nos estádios portando apetrechos como camisas, blusas, bonés, calções, faixas, bandeiras e outros signos representativos que, de qualquer maneira, possam identificar a respectiva Torcida Organizada. A medida proíbe também o uso de qualquer instrumento musical.

Mauro Carmélio notificou ao Ceará e ao fortaleza para que "se abstenham" de fornecer cortesias destinadas às torcidas penalizadas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.