Oriente Petrolero veta árbitro peruano

A diretoria do Oriente Petrolero - vice-campeão boliviano - vai pedir à Confederação Sul-Americana de Futebol que não escale mais o árbitro peruano José Arana em seus jogos da Taça Libertadores da América. Os dirigentes alegam que o Petrolero foi prejudicado pelo árbitro na partida em que perdeu por 2 a 1 para o Cobreloa (Chile), válida pelo Grupo 8 da competição.?O segundo gol do Cobreloa ocorreu em flagrante impedimento. Por conta disso, não podemos aceitar que ele volte a apitar nossos jogos?, disse Percy Ardaya, diretor do Petrolero. O Oriente Petrolero está virtualmente eliminado já que em três rodadas, ainda não somou pontos. O grupo 8 tem a liderança do Boca Juniors (9), seguido do Cobreloa (6) e Deportivo Cali (3).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.